Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Crimes cometidos por menores: a manipulação dos números

Quem é contra a redução da maioridade penal apresenta duas estatísticas do Unicef, como se fossem argumentos inatacáveis - e como se o Unicef fosse argumento de autoridade.

1) "Estimativa do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) indica que apenas cerca de 1% dos homicídios registrados no país é cometido por adolescentes entre 16 e 17 anos. Em números absolutos, isso equivaleria a algo em torno de 500 casos por ano — o total de homicídios registrado no país em 2012, ano base das estimativas, foi de 56.337."
(http://oglobo.globo.com/brasil/unicef-estima-em-1-os-homicidios-cometidos-por-menores-no-brasil-15761228)

Observem bem: você só pode saber se um homicídio foi cometido por um menor se ele foi ELUCIDADO (se teve a autoria desvendada).
No entanto, o Unicef tomou por base o universo de homicídios REGISTRADOS, não o de homicídios elucidados.
Ora, os homicídios não elucidados podem ter sido cometidos tanto por adultos quanto por menores, só que em proporção desconhecida - por um motivo óbvio: não sabermos a autoria. A maquiagem numérica do Unicef faz de conta que todos os homicídios não elucidados foram cometidos por adultos!

Vou fazer uma analogia para ilustrar a gravidade da canalhice.
Hoje, dia 05.01.2017, a Copa São Paulo de Futebol Júnior está na primeira rodada da primeira fase, que ainda terá mais duas rodadas. Nessa primeira rodada, o glorioso Nacional Atlético Clube, da capital paulista, venceu. O que diria o Unicef? "O Nacional venceu apenas 33% de seus jogos." SQN!
Para dizer o percentual de partidas vencidas, você não pode tomar por base as partidas que ele ainda nem disputou. Da mesma forma, para dizer o percentual de crimes cometidos por menores, você não pode tomar por base os crimes não elucidados.

Detalhe:
"O índice de elucidação dos crimes de homicídio é baixíssimo no Brasil. Estima-se, em pesquisas realizadas, inclusive a realizada pela Associação Brasileira de Criminalística, 2011, que varie entre 5% e 8%."
(http://www.cnmp.gov.br/portal/images/stories/Enasp/relatorio_enasp_FINAL.pdf)

Bem, de 5% a 8% de 56.337 homicídios registrados significaria de 2.806 a 4.507 homicídios elucidados. Segundo a matéria, 500 deles foram cometidos por adolescentes, portanto, de 11% a 18%.
Enquanto isso, o Unicef diz que é 1%. Está bom para você?

Vamos à segunda "estatística" do Unicef:

2) "Dos 21 milhões de adolescentes brasileiros, apenas 0,01% cometeu atos contra a vida."
(https://www.unicef.org/brazil/pt/media_29163.htm)

E qual é o percentual de adultos brasileiros que comete atos contra a vida? Não será algo assemelhado?

"O Brasil possui uma população de 201,5 milhões de pessoas, dos quais 59,7 milhões têm menos de 18 anos de idade (Pnad 2013)."
(https://www.unicef.org/brazil/pt/activities.html)
Isso significa que 140,4 milhões são maiores de 18 anos.
Pergunto: quantos por cento dos 140,4 milhões de brasileiros adultos cometeu atos contra a vida? Só continuo a discutir este ponto depois de uma resposta a isso.

Tentei encontrá-la sozinho, mas não consegui.
Em 2014, o número de homicídios no Brasil foi de 59.627.
(http://www.ipea.gov.br/portal/index.php?option=com_content&view=article&id=27412)
Mas esse número não discrimina autores adultos e menores, bem como há homicidas que matam mais de um e há homicídios cometidos por mais de uma pessoa. Então, não serve.

O que dizer do número de presos por homicídio? Em 2009, foram 50.693 - todos maiores de 18 anos.
(http://www.justica.gov.br/seus-direitos/politica-penal/transparencia-institucional/estatisticas-prisional/anexos-sistema-prisional/total-brasil-dez-2009.pdf)

É claro que não adianta tentar comparar com o número de menores internados por homicídio, porque a comparação seria distorcida pela grande diferença entre as penas. Afinal, como o tempo máximo de internação do menor infrator é de três anos, a população de menores homicidas não possui internados há mais de três anos, enquanto a de adultos homicidas possui, acumulados, presos há muito mais tempo que isso. Então, logicamente, haveria uma desproporção induzida pelo tamanho das penas, que impediria uma comparação do número de presos.

Seria tentador fazer a conta: 50.693 representa 0,036% da população (140,4 milhões). Só que não refletiria a realidade, porque nem todos os homicidas estão presos. Já basta a manipulação do Unicef, não precisamos de mais uma.
Aliás, como o Unicef chegou ao 0,01%? Tomou por base o número total de menores infratores que atentaram contra a vida, ou o dos que estão internados por isso (medida socioeducativa)? Ou, melhor ainda, partiu de alguma premissa metodológica revelada no livro "Os Números (não) Mentem - Como a Matemática Pode Ser Usada Para Enganar", de Charles Seife?

Em vez de nos fazer de palhaços, o Unicef que se dedique mais a vender cartões de Natal, que já está de bom tamanho. Mas eu que não compro. Não vou financiar essa picaretagem estatística.
Laércio Becker
Enviado por Laércio Becker em 05/01/2017
Código do texto: T5872696
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2017. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Sobre o autor
Laércio Becker
Curitiba - Paraná - Brasil
147 textos (3681 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/01/17 07:45)