Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Como fazer a contagem das sílabas poéticas?

Algumas pessoas tem me perguntado com fazer para contar as sílabas poéticas de um verso. Prometi que iria escrever sobre isso e aqui estou, atendendo a esses pedidos.

Na Trova, como escrevi recentemente, os versos todos são heptassílabos, isto é, formado por versos com sete sílabas poéticas. Mas como fazer para saber quando um verso é heptassílabo? Ou decassílabo (10 sílabas) ou dodecassílabo (12 sílabas)?

Muito simples. Contam-se as sílabas desse verso. E para contar as sílabas de um verso, procede-se da mesma forma que para separação de sílabas de uma palavra qualquer. Exemplo: icosaedro => i-co-sa-e-dro.
E para contar? A contagem é feita desde a primeira sílaba do verso até a sílaba tônica da última palavra daquele verso. Se por exemplo, a última palavra for uma proparoxítona, as duas últimas sílabas vão ficar de fora da contagem. Exemplo: no verso "Poesias? Também de plumas são feitas" do poema Poesias de plumas, deste poeta Alberto Valença Lima, temos um verso hexassílabo, isto é, com 6 sílabas poéticas.

Vejamos por quê. Separando as sílabas das palavras teremos:
Po-e-si-as - de - plu-mas.
1 - 2-3- 4 - 5 -     6 - 7

A última palavra do verso em questão é plumas e, a sílaba tônica desta palavras é  PLU. Então, a última sílaba desta palavra não será considerada na contagem. Só se conta até a sílaba tônica da última palavra do verso.

Mas é tão simples assim? Não, infelizmente, não é.
Há alguns porens nessa história. São as famosas contrações de sílabas.
Quando  uma palavra termina em vogal e a seguinte começa com vogal, pode ser feita uma contração de sílabas. Neste caso, as duas sílabas serão contadas como apenas uma.
Exemplo: No mesmo poema citado temos o verso: "e de gorjeios que a noite adentram". Separando-se as sílabas de cada palavra teremos:
E - de- gor-jeios- que- a - noi-te - a-den-tram.
1 - 2  -  3 -  4  -   5 -   6  - 7  - 8 - 9  10 -  11

As palavras QUE e A, assim como NOITE e ADENTRAM, têm vogaqis encadeadas, isto é, a palavra antecedente termina com vogal e a seguinte começa com vogal. Neste caso elas podem sofrer uma contração.

QUE e A viram uma sílaba só. É como se fosse "quea". E o TE de noite e o A de adentram, também podem formar uma só sílaba. Então, este verso, ao invés de ser um decassílabo seria um octossílabo (8 sílabas) pois, as sílabas 5 e 6 viram uma só, e as sílabas 9 e 10, do mesmo modo. Ao invés de 10 sílabas, ficam só oito. Isto também acontece quando a palavra é iniciada por H, pois este não tem som.

Bem, espero ter esclarecido como fazer para contar as sílabas poéticas de um verso. Este método é conhecido como METRIFICAÇÃO.
Alberto Valença Lima
Enviado por Alberto Valença Lima em 10/07/2017
Código do texto: T6050558
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2017. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Alberto Valença Lima
Recife - Pernambuco - Brasil, 66 anos
300 textos (57744 leituras)
2 e-livros (69 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/09/17 12:21)
Alberto Valença Lima