Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O soneto da inteligência

Vós estais alheio da minha causa,
Tu que dormes na morte do porvir,
Pois eu escolho ser a vida calma,

Mas existe na vida sempre pausas,
Pois outro mundo ainda há de vir,
E terei o teu mal na mão em palma,

Porém existe um povo que sofre,
Antes nerds, heróis da causa, sim,
Hoje zumbis sujos, cafetões, abre
A cabeça deles o Diabo, enfim

O povo da minha inteligência morreu,
Sobraram os demônios do Inferno
Que destruirei com amor, oh, véu
Tira deles a inteligência, traz o verão desse inverno!...
Cristo Buda Masculino
Enviado por Cristo Buda Masculino em 13/09/2017
Código do texto: T6112772
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2017. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Cristo Buda Masculino
Fortaleza - Ceará - Brasil, 30 anos
1204 textos (16186 leituras)
19 áudios (158 audições)
16 e-livros (109 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 25/09/17 01:20)
Cristo Buda Masculino