Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

AMPULHETA

Por más recordações, dei novo rumo à vida
O tempo vai passando e com ele a certeza
Que por seu próprio excesso ao infinito convida
O sangue em ventre novo a uma alma indefesa

Divisível distância, inesperada ida
Que à poeira imprevista de antiga vagueza
Inteira de mistério inventa uma acolhida
A mim, pequeno grão, que vivo por empresa

Apenas cada dia entoando outro dia
Que o futuro vislumbre destinado ao pó
Da penumbra da terra que inerme seria

Entre a sombra da noite esse instante faz dó
Nos reduz a um esboço ornado em primazia
E feito de um sorriso estampado em filó
Miguel Eduardo Gonçalves
Enviado por Miguel Eduardo Gonçalves em 17/07/2017
Código do texto: T6056760
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2017. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Miguel Eduardo Gonçalves
São Paulo - São Paulo - Brasil
962 textos (32282 leituras)
1 e-livros (38 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/07/17 01:54)
Miguel Eduardo Gonçalves