Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Ontem, ouvindo Beethoven...

(Ouvindo A Melody Of Tears - Ludwig van Beethoven)
https://www.youtube.com/watch?v=qYmfypv9Fis


Ontem o sol brilhava e eu, feliz sorria
ao imaginar teu cheiro e teu jeito
de me olhar e tudo era tão perfeito
que nada neste mundo, me abatia...

Ontem, em sonhos, eu iria conhecer
dos teus gestos o toque e o afagar
e na tua fala, no sotaque, o cantar
doce, arrastado, iria me embevecer...

Mas então ventou e sombras quietas, frias
surgiram do nada e em cruel agonia
nublaram, anoiteceram meus sentimentos,

enquanto Beethoven, chorando eu ouvia.
...hoje faz sol mas não me sorri o dia
pois ainda, te tenho no pensamento!
(ania)


Obrigada poeta Fernando, teus sonetos me adulam e me emocionam  sempre!!!

UMA JURA DE AMOR QUE TE ADULA

O pensamento teu me estimula,
A ter no meu pensar tua figura,
A mesma bela e doce criatura,
Pegar-te a mão pra que não escapula.

O meu amor não quis fazer firula,
Ao te dizer de forma muito pura,
Criando ao mesmo tempo uma jura,
Jura de amor que ainda te adula,

Te adular é sempre o meu desejo,
Querer o teu abraço e o teu beijo,
É tudo o que eu quero no momento.

Embora sem sentir proximidade,
Percebo o teu amor numa saudade,
E vou te encontrar no pensamento.
(fcunha lima)

FACE REAL DA BELEZA

Maior surpresa, divisar teu rosto,
Coisa mais bela que já esperava,
E enquanto a tua foto me olhava,
Eu te olhava também com tanto gosto.

Antes tua face era um pressuposto,
Alguma coisa linda que sonhava,
Enquanto tal visão eu aguardava,
Tua beleza cessou com meu desgosto.

Agora vou dormir bem mais feliz,
Sonhar com a musa que eu sempre quis,
Por todo dia e pela noite inteira.

De fato, ao ver teu rosto com clareza,
Que eu possa admirar tua beleza,
De forma bem real e verdadeira.
(fcunha lima)


Obrigada poeta Silva Filho pelo envolvente e inspirado soneto!!!


Beethoven não ouvi, eu te confesso.
Vivendo as paixões do mundo brega,
Em cada botequim, uma refrega,
Contra a solidão que não despeço!

Pensar em ti... eu sempre me apresso.
O teu cheiro passa como cabra-cega,
Chegar perto de mim, ele se nega,
E me fala dum período de recesso!

Contra Beethoven, apenas um bolero,
No salão onde há muito te espero,
Para falar de amor ao teu ouvido!

Teu pensamento... interceptado...
Me deixa muito mais apaixonado,
Razão deste meu verso atrevido!
(Silva Filho)

Obrigada poeta Pedro Paulo pelo primoroso soneto!!!

Beethoven

Até Beethoven se renderia se visse
Tão lindo soneto escrito
Uma suave melodia ele escreveria
Para flutuar no infinito.

Até Vinícius não resistiria e se inspiraria
Para mais uma parceria com o Tom
Uma nova garota de Ipanema nasceria
Cantando o amor tão bom.

De Beethoven a Jobim
O amor não tem fim
A música é assim.

Nos versos da poetisa
Os mestres se inspirariam
E o amor para sempre cantariam.
(Pedro Paulo Costa)

Obrigada poeta Jacó Filho por mais um maravilhoso soneto!!!

SINFONIA UNIVERSAL

Posta-se invisível o grande maestro,
Enquanto se rege tal uma orquestra...
Faz-se harmonia onde se manifesta,
Vibrando cordas que em lei adestra...

Em notas e cores emana-se em sons,
Combina-se na luz e tornar-se denso...
É no grão de areia, o oceano imenso,
Relâmpago, trovões, o belo e o bom...

Nas oitavas acima sola seu universo,
Donde imanifesto rege-se no músico...
Entoando a criação tal hino litúrgico...

Verdade e virtude pelo amor conexo,
Orientam a vida em ambientes lúdico...
Pra resgatar-se pleno, divino e pudico...
(Jacó Filho)

ania
Enviado por ania em 17/07/2017
Reeditado em 08/08/2017
Código do texto: T6056752
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
ania
Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil
364 textos (23662 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/09/17 09:47)
ania