Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Sussurro dos inocentes...

            Em última análise, o fator decisivo é sempre a consciência
________________________________ Carl Gustav Jung ___________


                         Oh! Vida que segue: fatos e parábolas!
                         Adentra-se no deserto da cham’ardente,
                         Não direis doutor que és dor de dente,
                         Essa dor súbita do fantoche na fábula.

                         Desde sempre, mistério de musas e mitos
                         Segredos guardados na caixa do silêncio,
                         Hombres bobos nas abóbadas do milênio,
                         Nesse ínterim: dons e dizeres nunca ditos!

                         Porém, cada corifeu com sua consciência
                         Consciente da tumba no paço terrestre...
                         Ali, vox das vítimas da própria inocência.

                         Todo doudo é pecador ante o calvário
                         Na litania daquele que se diz mestre...
                         Levando na lábia a legião dos otários!

__________________________ @@@ ___________________________

                         Vamo que vamo Lilian, pois tem gente por aí que não tem nada de inocente... enquanto nós pagamos a conta. Grato pela interação, eis o palco a seu dispor, abraços!

                               === ERRANTES ===

                         Seguem camuflados e vazios
                         Sem guia os tolos e incrédulos
                         Esquivando-se da anunciação
                         Advém da usura os obstáculos
                         Que na consciência ainda lhes pauta
                         Mudando assim todos os rótulos

_____________  Oi Gilberto. Soneto de mestre este seu, como sempre esbanjou lirismo na narrativa. Permita-me deixar um "rascunho" aqui na sua página. Bom final de semana. Abraços:)

__________________________ @@@ ___________________________


                          Não tem jeito Erivas, eis vossa interação na praça central para os inocentes curtirem! Rsrsss... Pois é, são tantos "inocentes" no mundo vestidos de lobos que dá medo. Valeu nobre poetisa!

                          \\\\\ INOCENTES SUSSURROS /////

                          Há dizeres não ditos, que se ditos
                          Retumbantes serão feito fuxicos;
                          Melhor será o não dito pelo dito
                          Ou seria o dito pelo não dito?

                          Sussurros se perderão no silêncio
                          Entre as paredes das consciências
                          Inocentes. _Vítimas inconscientes!
                          _ Não há Douto que cure a mente...

                          Há riscos de descarrilho, nos trilhos
                          Revoam sentimentos, em augúrio...
                          Seria Corifeu vítima de perjúrio?

                          Ah! Mas entre cismas e cataclismos
                          Declinam-se as torres e os tugúrios
                          Seguimos...em inocentes sussurros!...

______________ Diante do teu abstracionismo meus versos desconexos... Gilberto. Bom dia para ti na paz. Abraços paraibanos.

__________________________ @@@ ___________________________

                           Você sabe Mardielli! São muitos os inocentes no nosso país: não sabem, não ouvem, não viram... e a gente pagando o pato pela bagunça. Se vira nos trinta, Ops! Se vira no palco. Rsrs... Abraço poetisa.

                           É na calada da noite, entre o sussurro
                           e o absurdo...
                           Onde o poder se contamina com a lama da
                           desonestidade...
                           Camuflados adulteram leis
                           sem nenhum escrúpulo...
                           Pensam comprar atordoados silêncios,
                           enquanto...
                           O sangue grita estampado nos jornais.

______________  Meu amigo poeta, decifra sua linguagem pra gente! Meus miolos estão queimando rsr! Abração de boa noite, e linda semana!

__________________________ @@@ ___________________________

                            Ah, Fhera das feras! A honra é toda minha, fique à vontade: o picadeiro é todo seu... vamo que vamo pois já chegou Toddynho em Tókio. Rsrss... Valeu meu irmão!!!
                           
.......................... Fera!! Sua página está um pintura, irmão. Compareço para, acanhadamente, participar com uma quadra. Permita-me!

                                      *** COCHICHO ***

                            Chegue mais, leitor! Chegue mais, Gilberto!
                            Sua obra encanta e empolga,
                            Sua pena por versitos molda...
                            Diante disso, vem, chegue mais perto!

.......................... Apenas uma introdução à homenagem que te faço, meu amigo. Vá lá! Na curva fatídica da ZERO HORA, voe por lá em minha página e... chegue mais perto! Rsrsrs... Beijo no coração, amiga águia nordestina!




Gilberto Oliveira
Enviado por Gilberto Oliveira em 20/05/2017
Reeditado em 23/05/2017
Código do texto: T6003902
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Gilberto Oliveira
Caicó - Rio Grande do Norte - Brasil
260 textos (25566 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 29/05/17 22:20)
Gilberto Oliveira