Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Alguém comum
 
Não sou assim como você me vê
Sou desligado e muito mais profundo
Humilde, vaidoso e vagabundo
Com uma coerência que não se prevê
 
Não sei bem o que quero agora
Talvez condicionado em diversos graus
Vítima das agruras do clima tropical
Decline do dia que anuncia a aurora
 
...E enquanto o tempo voa rápido e fatal
Deixando pedaços pelo corpo afora
E uma sensação de fugas desigual
 
Tento não me ocupar do convencional
Não desperdiçar o transcorrer da hora
Pensando estar só nessa crença banal

 
Edbar
Enviado por Edbar em 20/03/2017
Reeditado em 20/03/2017
Código do texto: T5946857
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Edbar www.recantodasletras.com.br). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Edbar
Recife - Pernambuco - Brasil, 66 anos
2936 textos (85064 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 24/09/17 10:55)
Edbar