Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O morro dos ventos uivantes

Por meio de uma narrativa densa, intrigante, misteriosa, sombria e envolvente, “O Morro dos Ventos Uivantes”, da autora inglesa Emily Bronte, nos traz a dramática história de paixão obsessiva, amor doentio e vingança entre Catarina Earnshaw e “Sr. Heathcliff”, contada em primeira pessoa, ora por Nelly Dean – governanta e verdadeira detentora de cada pormenor dessa história -, ora pelo Sr. Lockwood, novo locatário da propriedade “Thrushcross Grange”, a qual pertence a Heathcliff.

Após ocupar “Thrushcross Grange”, Sr. Lockwood, cordialmente vai visitar e conhecer seu senhorio, Heathcliff, em Morro dos Ventos Uivantes. Lá, deparou-se com pessoas ariscas que demonstravam uma recepção forçada, vivendo em um ambiente lúgubre; ficou conhecendo-as por Heraton Earnshaw, Cathy Heathcliff e o próprio Heathcliff.

Com a errônea suposição de que esses dois últimos eram casados, quando, na verdade, eram nora e sogro, respectivamente, Lockwood comenta com sua governanta de Thrushcross, Nelly, o quão intrigado ficou em conhecer o mistério daquela família; e ela logo afirma saber de todos os detalhes dessa história, iniciando, assim, sua narrativa a pedido de seu patrão.

Nelly trabalhava em Morro dos Ventos Uivantes, propriedade do Sr. Earnshaw, pai de Hindley e Catherine Earnshaw. Um dia quando voltava de uma de suas viagens à capital, Sr. Earnshaw trouxe consigo um menino de rua, que aparentava ter a mesma idade que sua filha caçula, a quem deu o nome de Heathcliff. A devoção do Sr. Earnshaw para com o menino e vice-versa, provocou a ira de Hindley. Já Catherine criou com ele um forte vínculo desde o princípio.

Com a morte do Sr. Earnshaw, Hindley como sendo o primogênito, assumiu Ventos Uivantes, logo pondo Heathcliff como trabalhador braçal da propriedade, e restringindo sua relação apenas aos outros serviçais, proibindo-o de dirigir-se à Catherine, mas mesmo com as mudanças, os dois sempre arranjavam um jeito de se verem. Numa noite, em um desses encontros furtivos em que os alegres e travessos adolescentes corriam pelos campos, resolveram bisbilhotar a casa da rica propriedade vizinha, Thruscross Grange, onde brincavam os irmãos Edgar e Isabella Linton. Ao tentarem sair, corrateiros, Catherine se machucou e acabou ficando em Thruscross, aos cuidados dos Linton, por algumas semanas, tempo suficiente para Edgar apaixonar-se por ela.

Após a recuperação de Catherine, os Linton foram levá-la de volta a sua casa, porém, uma grande mudança fora percebida por Heathcliff: sua Catherine tornara-se uma donzela polida e educada, totalmente diferente daquela que se aventurava pelos campos com ele, passando a evitá-la desde então. Heathcliff um dia ouve uma conversa entre Catherine e Nelly, em que a primeira fala de sua admiração por Edgar, homem respeitado por todos, e que se casar com ele poderia ser o melhor para ela, porque mesmo amando Heathcliff, não poderia desposá-lo, pois prejudicaria sua reputação perante a sociedade. Com isso, Heathcliff foge, reaparecendo anos depois, rico, poderoso e um invejável cavalheiro, para surpresa de todos, principalmente para a então Catherine Linton, esposa de Edgar, abalando-a emocionalmente.

O regresso de Heathcliff veio trazer conflitos e intrigas, gerados pela sua sede de vingança e desejo de ter Catherine para si. Ele toma Ventos Uivantes de Hindley, viúvo e com um filho, o pequeno Hareton, que ficam vivendo com ele, mas tratados como quaisquer. No futuro, após a morte de Hindley, Hareton passa então a viver a mesma vida que um dia seu pai obrigou Heathcliff a viver: um bruto ignorante que só serve para o trabalho braçal, mas que curiosamente tinha por Heathcliff o respeito de um pai.

Percebendo o conflito emocional de Catherine, Heathcliff insiste em conquistá-la, mas percebendo-a fiel aos seus votos a Edgar - principalmente por estar grávida -, ele então seduz a irmã deste, Isabella, desposando-a e levando-a para a infeliz Ventos Uivantes. Catherine falece após dar à luz a sua filha – Catarina Linton –, o que aumenta o ódio de Heathcliff e o faz prometer vingança a todos para que ninguém consiga a felicidade que ele nunca teve. Nelly, que nunca abandonou Catherine, se encarrega então de todos os cuidados relacionados à pequena órfã, a qual cresce com a proibição de nunca cruzar os limites de sua propriedade, para que assim nunca se depare com os familiares da propriedade vizinha.

Os anos seguintes resumem-se em fuga de Isabella Heathcliff com seu filho, Linton Heathcliff, para longe da violência de seu marido, até a sua morte e retorno do menino de saúde frágil para a casa de sua família materna, porém logo interceptado pelo pai, que o conduziu para viver junto de si, mas que cresceu seu o seu amor, pois nunca o conseguiu ter pelo filho. Heathcliff consegue casar Linton com Catarina, que agora leva o mesmo sobrenome. Com a morte de Edgar e depois de Linton, Heathcliff tem agora posse das duas propriedades, e Catarina, que se tornou petulante e atrevida, assim como um dia foi sua mãe, vivendo consigo.

Por fim, finalmente morre Heathcliff, após delirar com o chamado de sua amada Catherine e é então enterrado ao lado dos túmulos de sua amada e de Edgar Linton. Catarina casa-se com seu verdadeiro amor, o jovem Hareton, a quem lhe ensinou a ler e escrever e se tornar um cavalheiro, restaurando, assim, o equilíbrio desse romance sombrio.
GeGe
Enviado por GeGe em 11/01/2017
Código do texto: T5878348
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2017. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
GeGe
João Pessoa - Paraíba - Brasil, 29 anos
162 textos (11616 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/05/17 19:27)
GeGe