Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

PELA PONTE


Olhava a distância à princípio, não ousava ir, só muito tempo depois fui acostumando!
Sempre tememos aquilo que desconhecemos, é esta uma espécie de proteção natural e perfeitamente benéfica!
Pelo tamanho me assustava,talvez  pela gigantesca proporção em que apresentava! Hesite muito a chegar perto, e não tive vergonha de adimitir minha covardia,as vezes e preciso coragem para isto!
E que a necessidade do encontro estava gritante,aquela grandiosa vontade de ir além,notei que para  ir ao encontro não é preciso caminhar muito,pode-se deixar aproximar!
Irrefutável verdade, quando percebi por experiência própria!
Então fui!
O que de longe parecia desproporcional, de perto não era tão grande assim, na verdade bem à contrário disto!
Me deu um certo alívio uma espécie de conforto em perceber, posso descrever esta idéia pela profundidade íntima que se encontrava, suspender exigiria um esforço enorme e desnecessário, não e uma água potável para qualquer um, poucos retiram deste poço profundo e desconhecido ,muitas das vezes parece ter um gosto amargo para quem bebe, depende muito do paladar de cada um ao absorver!
Quando resolvi atravessar senti uma tontura,  pela profundidade vista ao redor,era de dar vertigens  a qualquer um que vivia como eu temeroso a cada passo dado!
Pelo meu jeito de ver, não haveria quem se aventurasse a aproximar da borda.
O mais importante é que comecei a atravessar, quando percebi já estava do outro lado,de encontro com o outro.
 Foi o momento que  dei as mãos e convidei para voltar comigo, onde a intimidade se encontrava!
Neste mesmo ínterim levei um susto,pois o que me parecia estreito,ao retornar notei que era largo demais,acho que a primeira impressão foi pelo simples fato de que antes eu me encontrava só!
O que eu via  era uma questão de ótica e nada mais, e como não percebi,pois eu mesmo havia construído e não tinha me dado conta disto.
Hoje tenho contato com os dois extremos,e muita gente vem e muitas vezes vou de encontro a eles,nao tenho medo do abismo que antes enxergava,agora sou feliz  por passar a enfrentar o medo de confrontar com outras verdades que não sejam as minhas.
Hoje muitos vem e vão, caminham naturalmente,pela ponte, esta que eu mesmo construi para me retirar da zona desconfortável onde me encontrava, não poderia cotinuar vivendo assim,com aquele abismo enorme entorno de mim!

(Do meu livro: Escultor de Frases)
(Uma Resposta para o Mundo)
(Autor: George Loez)
George Loez
Enviado por George Loez em 08/10/2016
Código do texto: T5785492
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2016. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
George Loez
Barbacena - Minas Gerais - Brasil, 46 anos
56 textos (915 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 24/06/17 21:16)
George Loez