Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Sétimo inferno

Aquele homem se calou até não existir mais
Talvez aquele homem jamais tenha existido
Não é possível que tudo tenha sido mentira
Também não é possível que tenha sido verdade
Ainda escuto sua voz na memória da minha emoção
Através da sua lembrança chego ao prazer absoluto
Depois só resta silêncio e a agonia da ausência
Estou misturada à chuva, estou gotejando saudade
Nada há para causar inquietude na sua alma calma
Aquele rio de mel se transformou num leito seco
Aquelas lindas palavras eram apenas letras ocas
Consegui absorver o ataque atômico ao meu coração
Não entendi racionalmente o motivo para a guerra
Lembrá-lo me entristece, esquecê-lo é impossível
O escondo atrás da porta, mas escapa pelos vãos
Inunda-me pouco a pouco e me sufoco naquele amor
Amor não tem pena de morte, a sentença é mais atroz
É condenação a prisão perpétua absque conversione

Da única janela da minha cela, atirei uma garrafa com um bilhete, mas aquele homem nunca mais olhou para o rio e nem para o mar, quem leu a mensagem foi a pessoa errada...
Rose Stteffen
Enviado por Rose Stteffen em 19/05/2017
Código do texto: T6003427
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2017. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Rose Stteffen
São Paulo - São Paulo - Brasil
1256 textos (169979 leituras)
3 áudios (353 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/05/17 20:20)
Rose Stteffen