Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Ao Pó Retornarás (CÉSIO 137)

Em destroços desconhecidos
A inocência criou ardor
Coitados, pobres punidos
Num deslumbre avassalador;

Achar o que estava escondido
O sal sem gosto, colorido
Que à noite mostrava esplendor;

O anjo da morte sem asas
Seduzindo de norte a sul
Goiânia queimando em brasas
Sem fogo, só um brilho azul;

prisioneiros do próprio destino
Homem, velho, mulher e menino
iam caindo um a um;

Certeza da vida humana
Um dia retornar ao pó
Triste coincidência sacana
Uma sentença sem dó;

E com jóias pintadas no corpo
Sentindo imenso desconforto
Um silêncio, pois a vida é uma só.

Marcio Corona
Enviado por Marcio Corona em 20/03/2017
Código do texto: T5947225
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Marcio Corona
Colatina - Espírito Santo - Brasil
6 textos (59 leituras)
2 áudios (44 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 28/05/17 11:28)
Marcio Corona