Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

DESPEDIDA

Não poderia ir embora, essa hora, sem dizer um recado de dor,
tanto eu queria, tanto se dizia, mas a verdade era pétala de flor.
Esse lindo retrato guardado em minha memória não me ilude,
tanto sonhei com minha sorte e dela queria tanto, fiz o que pudi
Mas esse meu quarto tão pequeno e teu calor tão intenso colidiu,
minha esperança de ter teu corpo deitado ao meu lado se partiu.
Não foi de raiva, ilusão, desengano, nem de mágoas esse fim,
foi a verdade que jamais serias em totalidade, amor para mim.
Não chores como eu, não se culpe por uma culpa inexistente,
são dois lados de uma moeda, cada um, um coração carente.
Foi uma eternidade em poucas horas de um amor verdadeiro,
mas era esse caso concreto que algum dia partirias ´primeiro,
porque enquanto eu guardava esse meu pouco tempo escondido,
você traria toda sua beleza ainda na flor, haveria eu me perdido.
Esse seria um poema clássico pra me despedir de você, assim...
não tem desculpas nem minha, tão pouco sua, só uma realidade,
a gente não se caberia, de mim teria pouco e muito do seu lado.
sendo assim como você mesmo me disse, só darei o que receber,
sei que seria pouco a te dar e teria muito de você a receber.
cada um tem seu tempo, acho que o meu seguiu primeiro, o seu atrás,
quando chegar a hora, essa história, tenho certeza, com outro viveras.
Não é o cravo e a rosa nem Romeu e Julieta, quem perde sou eu,
Você logo saberá que deixei meu egoismo de querer ser sempre seu.
Vai como as águas certamente vão para o mar, enquanto te amo,
penso em você para sempre como alguém que me fez feliz,
eternamente em poucas horas feliz quanto ternamente serás.
Fica esse misto de poesia, desabafo e pensamento, com rimas,
sem rimas, com amor, ilusão e despedida, para sempre, fica bem.
Jose Carlos Cavalcante
Enviado por Jose Carlos Cavalcante em 11/01/2017
Código do texto: T5879261
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (amor, despedida, ilusão). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Jose Carlos Cavalcante
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 57 anos
763 textos (55579 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/10/17 06:49)
Jose Carlos Cavalcante