Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O HOMEM QUE AMEI

O HOMEM QUE AMEI

Amei um homem
Que foi meu pai
Criou-me em espaços
De tempos que dispunha
Era sempre presença marcante
Mesmo quando eu era maçante
Era flexível e tolerante
Quando eu era intolerante
Mas era duro porém dúctil
Quando eu me mostrava inútil
Era doce mesmo quando azedo
Fazia-se respeito nunca medo
Era cego a minhas façanhas
Surdo a minhas manhas
Era grande na sapiência
Ensinou-me com paciência
Hoje é sentida ausência
Mas deixou marcas
Indeléveis
Presentes Ao Infinito
No coração de um filho
Que gostaria de ser como ele
Escrito
Arjofe
Enviado por Arjofe em 13/08/2017
Código do texto: T6082125
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Arjofe
Taubaté - São Paulo - Brasil, 67 anos
3227 textos (64822 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/09/17 17:38)
Arjofe