Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Morada do Amor

Me perdi nas curvas do teu chapéu
Me perdi, mas pude vislumbrar o céu
Te escalei, fui da tua canela ao pulmão
Continuei subindo, mas caí da tua cabeça ao teu garrão

Doeu um pouquinho, até chorei
Mas novamente subirei e te escalarei
Mas dessa vez no meio do caminho eu vou parar
Nada contra teu chapéu, mas prefiro ficar onde eu possa morar

Que tal aqui dentro do teu umbigo?
Será que morar aqui, consigo?
Acho que vou acabar outra vez caindo
Melhor procurar outro lugar, continuarei subindo

Na verdade eu queria mesmo era morar no teu coração, lá eu sei que segura iria estar
Mas como vou entrar nele, se não tem se quer um vão por onde eu possa passar pra entrar?
Melhor me acomodar por aqui no umbigo mesmo
Escutando os barulhinhos da tua barriga que comeu torresmo

Não é teu coração, mas é parte sua
Não estarei segura, principalmente quando sua pele ficar toda nua
No que eu poderei me agarrar pra não cair?
Nos teus pêlos, talvez, não posso desistir
 
Quero morar em você
Seja aonde for
Quero morar em você
Mesmo que eu caia, porque você é o meu amor.
Jessica Batista
Enviado por Jessica Batista em 13/09/2017
Reeditado em 13/09/2017
Código do texto: T6112992
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2017. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Jessica Batista
Balneário Barra do Sul - Santa Catarina - Brasil, 23 anos
42 textos (582 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/11/17 04:14)
Jessica Batista