Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ilusão...

Ilusão
Louca semideia...foi assim olhar pra ela e ver nela o retrato de tudo aquilo que não sou ....
Foi me calar diante do infortúnio de se perceber a desdita....de ser de novo a preterida...
Na luta entre o ontem e o hoje...venceu  o outrora em detrimento do agora...e o culpado...foi o livre arbítrio..... e a sua mania de se contentar com a zona de conforto...com o outro...se honrar as convenções....
Nenhum  um som foi dito...nem um grito...nem um gemido....nenhuma explicação....só me bastou a verdade escancarada em formas femininas...pra que tola pudesse entender....que a esperança morria ali a míngua....esfaqueada no centro do orgulho de novo...
Em poucos segundos meu coração esfoguetado....foi...se enchendo de sofrimento....foi perecendo do mal dos desprovidos da tal da reciprocidade.... e meus olhos  que brilhavam de ansiedade...ganharam a visita....da magoa...e marejaram-se de lágrimas...que não caíram...mas se acercaram...das orlas....rubras num misto de despeito e ciúme.....e por dois míseros segundos...me senti como um legume....ao canto do prato....esquecido..
Meu peito vociferou num queixume.... e o ar me faltou....logo minhas pernas tornaram-se ágeis e eu corri logo dali...
E passada a cena de constatação.....descobri....que não se perde o que nunca se teve....e assim...morreu mais uma ilusão.
Olhos de Falcão
Enviado por Olhos de Falcão em 13/10/2017
Reeditado em 13/10/2017
Código do texto: T6140987
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2017. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Olhos de Falcão
Marília - São Paulo - Brasil
143 textos (2384 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/10/17 17:00)
Olhos de Falcão