Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

AS FLORES DA MINHA PRIMAVERA.











Eu sempre acreditei que um dia escreveria algumas linhas ou traços, como um reflexo de um sonho meu ainda não realizável, e não por alguns erros crassos, e eu sempre achei que havia algo mais para eu me encontrar, é inevitável, e Isso poderia ser realmente o meu eu provável.  Eu todo tempo confiei que nós poderíamos ser dois seres de um só tipo, e de um só momento, e a ser um Édipo, pois é como querer fundamentar que nós fomos feitos para convir num só comprometimento.

Sempre haverá portas a serem trancadas pela nossa imaginação, como uma elegia que sopra em nossa mente a mais pura emoção, e que essa não venha nos reter pela preterição, pois nada muda no invariável. São como um talante inesgotável a querer dar um descanso as nossas lembranças, consoante a seguir o tempo em confiança, sem nunca se esquecer de quebrar as luzes em prisma, e esperar a resposta de uma fonte refletida em sofisma.

Vejo na aurora quando as arvores soltam as suas folhas em cores e rama, como uma trama, que chama a hora, e a sua escolha é o agora, sem um drama, mais feita só de intenção que as decora em flores de primavera. E a sus resposta logo vai se abrir, não por uma visão, mas pela compreensão, até ver a sua forma refletida pela percepção de uma espera.

Você tem de acreditar, que existem as luzes que impedem que te transforme em uma pedra angular, a testamentar aonde os rios despejam seu liquido em ondas prestes a transbordar, e ninguém saberá a denominação que virá se ajustar, até nas palavras que eu testificar, porque agora eu sei, como irá se destravar um novo encetar.

É certo que nenhum sentimento vai se antecipar a um novo destino insano, muito menos de uma tristeza que está longe do alcance humano. Tudo o que tem a ser feito, é deixa-lo chegar, com toda a sua memoria a se aprofundar, para então despertar por dentro, de tudo o que se quer conservar, pois essa é a melhor forma que eu tenho de me expressar.

Marcus Paes
Enviado por Marcus Paes em 17/07/2017
Código do texto: T6056881
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2017. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Marcus Paes
Natal - Rio Grande do Norte - Brasil
2543 textos (20692 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/07/17 13:31)
Marcus Paes