Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Sufoco Desabafado

Toda vez que a noite cai,
E todos adormecem no silêncio,
Sinto-me tão infeliz,
Sozinha, bate um tremendo desespero.

Pensamentos que não apenas perturbam,
Mas machucam-me tanto por dentro.
É como se nada fizesse sentido,
E aos poucos morro, sigo me perdendo.

Já não tenho mais vontade de sorrir,
E se sorrio, é só disfarce para ninguém perceber
Que a angústia apoderou-se de mim.

Infelicidade absurda que alojou-se sem bater,
Destruindo o pouco de alegria
Que outrora existia, habitava em meu frágil ser.

Se cada um tem a sua sina,
Penso que talvez esta possa ser a minha:
Falar de amor, embalar corações
Enquanto eu fui feita para ser sozinha.

Só me resta aceitar os fatos:
Escrever é tudo o que me foi destinado.
Sendo assim, cumprirei o meu roteiro de vida,
Interpretando da melhor forma possível
O papel que me foi confiado.

A você, meu caro leitor,
Peço, por favor,
Não julgue-me por versos tão tristes,
Por mais que eu não me orgulhe disto,
Nem sempre vou escrever sobre o amor,
Pois no peito carrego o peso da dor.

                        Mais um sufoco foi desabafado...



Gabi Alves
Enviado por Gabi Alves em 20/05/2017
Reeditado em 20/05/2017
Código do texto: T6003905
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2017. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Gabi Alves
Tatuí - São Paulo - Brasil, 27 anos
444 textos (12768 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 29/05/17 22:18)
Gabi Alves