Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
ORAÇÃO DA PERSISTÊNCIA

Não é porque teus pés estão calejados
Que devas parar de andar.
Imagine se o sol que acabara de nascer
Depois de uma chuva forte
Se recusasse a clarear mais uma vez,
Sabendo que tudo iria voltar a repetir-se!
Não tenhas como teu inimigo
Aquele que por ventura o contrariou,
Analise-se, você poderá estar errado...
Tão certo como o azul do céu
Perdeu força na imensidão do espaço
Ele vai reinar de novo soberano,
No esplendor do infinito, acredite!
Não deixes nunca de agradecer,
Mesmo se o acaso adiou um dos seus sonhos, sonharás outros!
O rio poluído agoniza, mas corre;
Corre com a força que ainda o resta,
Levando abaixo sua relva, suas encostas e seus peixes
Cambaleantes, fracos e mortos.
Mesmo esse rio cansado, sem forças, ferido
E num risco tênue de vida;
...Sabe que deve seguir caminhando;
Rumo ao mar, tolerante e imponente!
Não te canses de sempre fazer
O que ainda é certo.
Alguém lá em cima permanecerá ao seu lado;
E foi Ele quem mais sofreu nesse mundo;
Caçoado, humilhado, judiado e cuspido;
Por você, Ele morreu.
Nem por isso, apagou o sol ou secou a chuva;
Tampouco fechou o céu de vez com nuvens pesadas!
Os rios, hão de continuar correndo. Por Ele sempre!
Por nós, até quando a gente continuar querendo que ele corra!
Acredite! Não em mim! Acredite...!
Marcosvi
Enviado por Marcosvi em 10/09/2017
Reeditado em 12/09/2017
Código do texto: T6110254
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Marcosvi
Siderópolis - Santa Catarina - Brasil
239 textos (4654 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/11/17 13:32)
Marcosvi