Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Todos queremos trabalhar

Como milhões de brasileiros, eu sou uma pessoa que quer trabalhar e sofre por não poder pagar suas próprias contas. Hoje em dia, conseguir um emprego não apenas garante nossa independência financeira, mas nos permite sentir que somos úteis e eu almejo ser um membro útil desta sociedade. Porém, o que vejo? Que a mesma sociedade que diz que somos o futuro deste mundo não investe em nós. Passamos anos estudando e nos qualificando acreditando que conseguiremos um emprego depois de formados, mas não é bem assim. Após formados, vamos vendo que as dificuldades são muito maiores do que poderíamos pensar. Lutamos como podemos, distribuindo currículos a empregadores que talvez nem olhem para eles e os recebem de nossas mãos apenas por educação. Eu gostaria de estar trabalhando, mas preferem gente com experiência. Muitos empregos que vejo requerem pelo menos alguns meses de experiência. Isso já tira o ânimo de muita gente. Então, por mais que eu tenha qualificações, vão preferir alguém que, pelo menos, tenha alguma experiência, pois apostar em alguém como eu, que estudou muito mas não a tem, é arriscado. Talvez muitos tenham tentado os concursos públicos, mas estudar demais não garante que passemos logo. Aliás, concurso público é quase uma loteria, além de sabermos bem que a pessoa que pretende passar precisa investir tempo e dinheiro para estudar a matéria certa. E muitos não têm tempo nem dinheiro. E sabemos muito bem que nem mesmo um grande atleta se faz sozinho. Ele precisa de um bom treinador, que o estimule a treinar e investir no seu potencial e lhe mostre onde melhorar. Que dizer de uma pessoa que quer se qualificar para concorrer a um emprego? Esse problema de tanta gente não ter oportunidade não veio só com a crise atual, ele existe há anos.
Então, posso ter estudado muito, feito cursos de qualificação, mas eles apenas mostram que estudei muito, e acabo não tendo oportunidades de pôr o que aprendi em prática. Isso é triste. Aqui, no Brasil, fala-se muito em meritocracia e a mídia mostra exemplos de alunos pobres que venceram a pobreza e conseguiram se sobressair nos estudos. Porém, perdoem-me a franqueza, a meritocracia é uma ilusão e a história  dessas pessoas( cujo mérito reconheço) que a mídia faz questão de exibir para nos vender a ilusão que qualquer um que queira, consegue, é mais uma forma de nos enganar. Essas pessoas são exceções. Podemos falar em meritocracia quando um jovem rico tem chances de estudar nas melhores escolas, fazendo cursos de idiomas e um pobre não? Obviamente, não. Tantas pessoas estão pobres, desempregadas e tudo o mais porque são acomodadas, incompetentes e não lutaram?
Acrescento que, além da falta de oportunidades de emprego para que possamos crescer na vida, investir em nossos sonhos e nos realizar como seres humanos, ainda vemos gente que enriqueceu roubando. Que acontece com tudo isto? Vai-se chegando à conclusão de que não vale a pena tentarmos ganhar honestamente, nos matando de estudar. Como podemos ter vidas dignas e condições de escrever a nossa própria história assim?
Eu quero trabalhar, assim como vários brasileiros desesperados que não sabem quando poderão ter seu próprio dinheiro. E não ter um emprego não é apenas desesperador, também faz com que nos vejam como encostados, entendam que não saímos do canto por comodismo, por não termos lutado o suficiente. Infelizmente, esta sociedade dá demasiado valor ao sucesso pessoal e não ter um emprego acaba fazendo com que fiquemos com o rótulo de inúteis e fracassados. Se não estudamos nem trabalhamos, somos chamados de “nem-nem”, desocupados e por aí vai, porque se subentende que passamos nosso tempo à toa em vez de estarmos nos ocupando de algo útil.
Não quero ser “nem-nem” ou ouvir que já devia ter minha independência financeira. Esta é uma dor com a qual convivo diariamente porque sei que, enquanto não tiver como me sustentar, minha vida não começará.
Maria Cândida Vieira
Enviado por Maria Cândida Vieira em 18/06/2017
Código do texto: T6030560
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Maria Cândida Vieira
Campina Grande - Paraíba - Brasil
1673 textos (70481 leituras)
6 e-livros (248 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/06/17 10:42)
Maria Cândida Vieira