Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Livro II. Capítulo 4. Eu sou o Cristo. Raios cósmicos bruxos meus, terminei a missão. Farei o mesmo por Deus!

Livro II.
Capítulo 4.
Se tu vês a luz, és homem! Morre Diabo! És santo e bom:
Escreve, poeta! -E vejo a luz! E os outros dizem: -O mundo é
De sombras! -Mas eu vejo cores! São advindas da realidade! -Não!
Ela é a arte! -Loucura! -Adeus! E eu vou sair, voo ao Céu, viro
Cristo, Deus, Hugo, espião! Eu sou poeta: Torno-me invencível e viro
Filósofo lateralmente Cristo Buda Masculino e acima: Cristjo deus divinamente
Transformado no Céu. Eu só filosofo! Um orc grita: -Vou te comer! -E
O Hobbit: -Socorro! -E foge subindo o morro, mas o orc corre
Pelo outro lado e pega-o: -Grita agora! -Ele puxa a espada, mas
A sua cabeça é decepada por um guardião que estende a mão ao hobbit:
-Eu acordo de meus pesadelos! Se sabes lutar, saiba a verdade: -O bem
Vem de ti, o mal vem dos outros: -Quando você perde, o mal fica forte.
Quando você vence, tudo é fantasia! -Sempre vencestes: -És poeta! Mas,
Se perderes, vira prosador. Eu perdi em burrice para a humanidade e assumi
Ser o Jumento da Arte: O raio cósmico da arte. Logo eu sou prosador!
A primeira burrice que digo é ser prosador, pois sou apenas um inocente
Filósofo da arte, mas há um modo: -Peidar na cara do próprio
Poeta: -Eu caso: -O prosador é mulher e o poeta é homem! Cruvia
No Céu: Era o amor de pureza: Havia almas subindo! Se o poeta
É poeta, seja poeta! Prosador... Eu sou prosador e revelo o meu
Inimigo já! Ele é um professor de linguística -eu o mato e como! Amém!
Eu voltei e começo: O mundo sofreu a derrota, mas ninguém irá ler
Um poeta superior à humanidade! Por isso o Hugo está livre, é um
Homem e um poeta, e, agora, prosador: Ser prosador é superar cada
Inimigo. Agora, és Deus e invencível, logo és prosador! Cada palavra
Que sai aqui é o mundo que me fere, é a alma que me nega, é o amor que me trái.
Começa a história com um rio onde lavava os pés um defunto morto-
Vivo. Termina comigo chorando impedido de prosar: O motivo é que eu
Sou homem e a arte é gayy,mas esta vira homem onde sou rei, logo
Eu sou prosador da arte real, mas tomo o título de poeta real e tomo o
Título de prosador deídio. Escrevo a arte: Esta arte rel: O demônio
Da caverna disse que o seu livro infernal era meu e ele estava morrendo
De uma doença incurável e virou meu personagem. O li... Eu fiz
A vingança: Sou o único artista -Sou filósofo poeta, sou prosador! Logo
Começo: Cansada de dar a bunda, a elfa veio dizer que era estuprada pelos
Poetas: Eu como a arte e começo a criar outra! A bruxaria da Terra
É do hugo Proença Simões Cristo Deus Deus Cristo buda Mas-
Culino!
Ulisses de Maio
Enviado por Ulisses de Maio em 26/07/2017
Código do texto: T6065415
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2017. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Ulisses de Maio
Fortaleza - Ceará - Brasil, 30 anos
1218 textos (16298 leituras)
21 áudios (170 audições)
16 e-livros (109 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/10/17 04:39)
Ulisses de Maio