Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O Relógio sem ponteiros

- Oi tenho 16 anos. Não esquece isso...  Não posso apagar escrevi de caneta que saco um fato sobre mim odeio caneta azul vou começar como uma garota normal Meu querido diário meu nome é Vite. Mas só quem vai ler sou eu então por que coloquei meu nome meu Deus isso é muito difícil. Tá lá vai
- Mas eu não coloco "Meu" ou  "Querido" como você vai me responder ? É só um livro cheio de páginas brancas, esperando ser preenchido com um monte de besteira, as árvores deveriam processar as garotas por fazerem isso mata-las,  para ficar escrevendo sobre garotos, bem você é um diário de sorte, por que eu não tenho nada pra escrever ou melhor não tinha nada pra escrever, quando minha psicóloga mandou alguns anos atrás eu fazer isso mas achava muito estranho, ainda estou  achando agora como eu não vou mais na Sra. Maria ou Dra. Maria ou apenas Mari para os íntimos que não seria meu caso tenho que recorrer algum tipo de ajuda mas não faço a mínima ideia como fazer isso será que tenho que te esconder ? Ou colocar um cadeado ? Porque alguém faz isso? Tipo colocar segredos em algo e depois tentar esconder não é melhor apenas não contar ou jogar fora ou sei lá depois eu sou a desequilibrada por sonhar de mais bom acho melhor começar do meu jeito mesmo.
Oi, meu nome é Vite, minha cor favorita é roxo, prefiro o inverno, adoro ler, eu pintei meu cabelo de Preto mês passado, e minha mãe não gostou nem um pouco, mas achei que combinou com os meus olhos que também são escuros, e isso me deixa mais clara, sempre quis ter dói piercings na boca, ou um no nariz, talvez na sobrancelha, tá parei eu gostaria de sair dos costumes ás vezes, porém  é melhor segui-los na linha, tento evitar brigar com a minha mãe. Em fim essa sou eu, e você vai ser o guardião dos meus segredos, muito prazer, espero que eu não te esqueça por ai, mas se eu esquecer e alguém estiver lendo por favor não me devolva por que você não faz a mínima ideia do quão estranho, é está bom estou zuando, me devolva é fácil, é só me encontrar onde eu trabalho, na única biblioteca da cidade, então voltando já deu pra perceber sou muito distraída não vou chamar você de diário, nem colocar nome fofo em você ou te encher de figurinhas coloridas, e Rosas de gatos não que eu não goste de gatos é que eu não gosto de figurinhas. Já que me apresentei vou ir para o trabalho e se sobrar tempo eu escrevo lá, sempre acontece coisas estranhas, mas também o que eu queria é uma biblioteca em filmes De terror, nunca da Boa coisa em bibliotecas apesar que eu amo o cheiro de livro velho.
Meu horário de almoço é de uma horas das onze até o meio dia então pensei em rabiscar um pouco em você, nessa vista linda que é a praia da cidade, é muito estranho ir em um restaurante e sair com prato, talheres, refri e copo na mão? Acho que quem não é daqui gritaria:  -Ela está roubando ou pega o ladrão ou no caso ladra, mas eu nasci nessa cidade e sempre almocei no mesmo lugar e a dona do restaurante Sra. Amélia, sabe minha mania de não gostar de comer na frente de pessoas então eu vou até o Porto da cidade, onde  fico a vontade pra comer sem ninguém ficar olhando, sério é muito nojento quando alguém fica olhando você comer ou você mesmo fica olhando outra pessoa comer, sei lá acho que não tem necessidade. Aliais Sra. Amélia é uma das melhores pessoas da cidade a comida que sobra ela da para os moradores e cães de rua, ela tem uma aparência nada agradável de quem já viveu muito e sofreu muito também, o cabelo dela é um amarelo bem desbotado e muito quebrado, tem alguns cachos indefinidos que se formam ás vezes, eu nunca entendi porque ela passa lápis de olho na sobrancelha, é está um pouco acima do peso, acho que eu não vou querer ser dona de restaurante, prefiro comer meus livros mesmo, mas quem sou eu para julgar alguém? Èla pode não ter as melhores das aparências mas é um doce e muito bela por dentro então quem liga para o lado de fora ? Só as idiotas que vão à biblioteca, eu não falei, mas a biblioteca está mais para um ponto de encontro de casais que querem estudar algumas línguas, se é que você me entende e se não entendeu eu simplifico não estou falando de idiomas acho que já deu para entender, aquelas garotas nunca pegaram em um livro se quer e ainda fala para os pais que está "indo estudar", mas é claro eu não fico lá só escutando as fofocas das galinhas, opa me perdoe quero dizer as conversas interessantes das moças educadas, eu tiro o pó dos livros, registros os poucos livros que são levados para casa, vivo dando informações e contando a história da biblioteca para turistas, ajudo alguns alunos com o dever de casa, as pessoas gostam de fazer isso aqui, acho que e por que a maioria das vezes e silencioso, organizo tudo em ordem alfabética gosto tudo no seu devido lugar, claro fico um pouco a toa lendo e escutando aquelas garotas falarem sobre a vida dos outros, e alguns assuntos super idiotas tipo "do que é feito a pipoca" eu fico como assim ? É impossível existir uma pessoa tão burra assim, mas não estou aqui para julgar ninguém, mas que é burrice é. Em fim a brisa daqui está muito boa mas já esta dando a hora de voltar para o trabalho, é depois tenho que estudar, sim estudo a noite tenho problemas de insônia então fica mais fácil depois da escola pegar no sono até depois ...
Sabe essa escola na hora do Recreio é entediante, o tempo literalmente para parece que nunca vai passar e eu sempre fico sozinha ou ficava agora tenho você, e exatamente agora estão todos olhando para o banco que estou sentada, porque estou escrevendo geralmente em um diário, comum a garota teria duas amigas uma que a melhor amiga e a outra que só serve quando a melhor amiga não está, já eu não posso falar o mesmo não que eu seja antissocial é só que prefiro ficar na minha, não tenho amigos próximos só colegas de classe com quem faço alguns trabalhos em grupo ou as vezes peço para me ajudar, e até mesmo me passar a matéria quando eu falto o que é bem raro porque eu gosto de estudar, e amo mais ainda estudar a noite apesar do aprendizado ser bem pobre, mais o que eu esperava de uma cidade pacata como beijo das freiras, ás pessoas que estudam a noite são bem tranquilas a maioria é que trabalha de manhã e a minoria é que repetiu de ano, mesmo que com certeza nunca vai ser meu caso, o guardinha que cuida do portão o Clóvis é um cara bem magro não tem cabelo no meio da cabeça mas dos lados tem muito, acho que é pra compensar, ele fala muito rápido isso torna uma conversa com ele bem engraçada ele é legal na maioria das vezes, mas não ache que ele ira abrir o portão depois das sete horas, mês passado cheguei sete e um, sério sete e um o que custava ele abrir só um pouquinho ? Nos brigamos até sete e dez então eu apelei e fiz aquela cara de cachorrinho que caiu da mudança na chuva, e claro ele não resistiu a minha beleza, e me disse que iria abrir o portão eu logo dei aquele sorriso, porem ele terminou de falar que iria abrir o portão no próximo período e eu fiquei lá na frente da escola que nem uma idiota olhando pro outro lado da rua até 7:40, Clóvis é um chato quando quer ser. Os professores daqui não são nada gentis com os enormes trabalhos que passam, eu acho bem legal mas os outros alunos nem tanto, meu professor de filosofia é bem interessante, ano passado me apaixonei por ele até descobrir que ele era casado, não quero entrar em detalhes falando em me apaixonar sempre me apaixonei muito só que nem uma das vezes eu era retribuída da mesma maneira, se alguém ler isso por favor não de gargalhadas ou tire sarro de mim porque com 16 anos nunca beijei ninguém, há não ser um cachorro que tive quando eu tinha 10 anos a e mas ele virou a cabeça bem lembrando então o que eu acho disso tudo? O tempo reservou coisa melhor pra mim do que beijar pessoas, até porque não é nada higiênico línguas se entrelaçando, salivas trocadas e tudo isso com muita bactéria sendo passado de um para outro, mas isso não significa que eu não sei como nascem os bebes da cegonha claro eu só queria saber como cegonhas fazem bebês humanos é meio estranho, mas acho que tem lógica em alguma coisa ... acha mesmo que sou tão idiota sei que n vem das cegonhas sei muito bem da onde vem mas espero nunca ter que passar por isso não é que eu seja fresca, é que eu apenas tenho meu ponto de vista que tudo isso não é nada legal, sabe
eu apenas tenho meu ponto de vista que tudo isso não é nada legal mas acho que a Samanta pensa o oposto de mim ela é do tipo que usa roupa de marca carro sem precisar rasga dinheiro só pra se achar cabelo bem cuidado aquela cor do cabelo dela parece única castanho claro mas não é bem castanho é tipo Mel só que mais loiro bem se eu for falar de como o cabelo dela é lindo vou escrever várias páginas sobre isso ela não estuda na minha sala eu imagino o inferno que seria porém nos sempre se esbarramos no corredor e ela não perde uma oportunidade de se Gabar ela teve a coragem de me parar no corredor e perguntar se alguém da minha família tinha morrido por que ela so me via usando roupas pretas eu fiquei tão indignada que não pensei em nenhuma resposta inteligente então ela sorrio e saiu não tenho nada contra ela mas ela de fato me detesta será que é um pouquinho de inveja ? Vai saber acho que nunca vou descobrir ..
LuaObscura
Enviado por LuaObscura em 11/05/2017
Código do texto: T5996348
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Bianca de Matos Pina). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
LuaObscura
Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil
1 textos (34 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/05/17 16:16)