Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

CONTA OUTRA

CONTA OUTRA

Quando a noite chegava
E eu tinha uma folguinha
Contava histórias
Para minhas criancinhas
Que brilhavam os olhos
Com ternura e amor
E pediram Papai
Conte outra por favor.

Na imaginação da criança
Eu ficava encantado
Então contava várias histórias
Até ver os olhos fechados
E ali eles dormiam como anjos
Viajando nos contos de fadas

Ás vezes  as crianças
Inventavam uma lutinha
Um telequete
Inspirados em um programa de luta livre
Que passava na televisão com o lutador
Ted boy Marinho x Diabo louro
E  tinha quem saísse machucado
Mas tudo terminava em bonança

Quando precisava
Eu também repreendia
Ensinando a verdade
Dentro da sabedoria
E perguntava de onde o palavrão saia
As vezes só piscava os olhos
E eles já entendiam

E dentro de poesias
E de contos de fadas
Eu acordava de um sonho
Na busca de ser criança novamente
Aquilo refrigerava meu sentido
Em uma janela aberta
Nas noites de lua cheia.

Tânia Melo
Tânia Melo
Enviado por Tânia Melo em 10/09/2017
Reeditado em 20/09/2017
Código do texto: T6110309
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2017. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Tânia Melo
Brasília - Distrito Federal - Brasil
30 textos (239 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 25/09/17 21:11)
Tânia Melo