Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

HOMENAGEM À JOSÉ MATIAS DE MOURA

                           HOMENAGEM À “JOSÉ MATIAS DE MOURA”
O grupo da Quadrilha Santo Antônio fazendo parte  dos festejos de nosso padroeiro, hoje está homenageando o Sr. Matias de Moura.
Fui convidado pelo coordenador deste grupo, o senhor José Turíbio Fernandes, para tecer um comentário sobre o homenageado. O faço com muita alegria, pois eu e minha esposa fazemos também  parte deste grupo, pois participamos de suas apresentações durante dois anos.Agora estamos dando um tempo...
Por que esta homenagem? Porque, dentre outros que já foram homenageados,o senhor Matias também foi destaque na música, no teatro e dos famosos forrós em nossa cidade.Gostava de dançar a mazurca, uma dança polonesa, de passos muito rápidos que exigia dos dançarinos muita agilidade e um bom preparo físico. Houve uma época,na década de 60 que ele alugou um pequeno salão na rua São José onde todos os sábados funcionava o seu forró.Participou também das quadrilhas nas festas juninas.A quadrilha, da qual foi também animador, era também chamada por ele  de “coleção”, termo também usado para designar esta dança de salão de origem francesa, alegre e movimentada, muito em voga no século XVIII.
Em nossa cidade a tradição da quadrilha nas festas juninas foi preservada principalmente por membros da Família Fernandes.
Na música o senhor Matias se destacou como um grande clarinetista na banda Santo Antônio,de nossa Paróquia.Amante do teatro,encenou e dirigiu várias peças constituídas por dramas e comédias, sendo estas últimas as suas preferidas.
Gostava muito de um forró. E nos finais de semana promovia bailes que eram muito concorridos.Nestes bailes não admitia que um casal dançasse várias músicas juntos, o ‘par constante”, que ele denominava ‘par perpétuo’. Par perpétuo não! Dizia ele no início da dança.
ça. Alertando aos casais de que eles deveriam mudar o parceiro na próxima música.
Na Corporação Musical  Santo Antônio, em uma época em que tocar na banda e jogar futebol eram algumas poucas diversões de nossa juventude, o senhor Matias participava das duas,pois houve uma época em que nas excursões para as cidades vizinhas as duas atividades faziam juntas as suas apresentações.Tanto assim que temos relatos em jornais da região relatando tais fatos.Um jornal de Piranga destaca que na década de 40 um time de futebol daqui perdeu o jogo naquela cidade, mas em compensação a nossa banda de música ganhou de goleada em suas apresentações. A Dona Geralda Fernandes de Moura, esposa do senhor Matias tocava muito bem o bandolim.O seu filho Ciro de Moura também é músico, tendo tocado nas bandas daqui e de Governador Valadares.
De parabéns estão os integrantes da Quadrilha Santo Antônio ,pois estão resgatando e conservando este legado artístico de nossos antepassados, preservando a nossa cultura, tradição e a nossa história.
Vamos agora presenciar esta alegre demonstração da Quadrilha Santo Antônio bem como a apresentação da mazurca feita por um casal integrante da quadrilha.
Murilo Vidigal Carneiro
Junho/2017
murilo de calambau
Enviado por murilo de calambau em 17/06/2017
Código do texto: T6030148
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
murilo de calambau
Presidente Bernardes - Minas Gerais - Brasil, 75 anos
158 textos (12037 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/06/17 07:28)