Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Até o último instante

Te quero até o último instante
Mesmo você ainda distante
O meu querer será sempre constante... (PP)

Te quero até o último amanhecer
Até o último sol nascer
Te quero até você enfim compreender
Que sem você não sei mais viver... (PP)

Te quero até o último suspiro
Até perder o ar que eu respiro
Te quero até a última sinfonia tocar
Até a última estrela brilhar... (PP)

Te quero até o último pássaro cantar
E a natureza para sempre se calar
Te quero até o último arco-íris surgir
E o céu pela última vez colorir... (PP)

Te quero até a última gota de amor
Regar a nossa flor
Te quero até o mundo se acabar
E o amor enfim descansar... (PP)

Te quero como meu último momento
Não importa a ausência tua
O meu amor será sempre eterno... (M)

E como se fosse o último amanhecer
E todas as flores se abrissem
E o sol, enfim resplandecesse
Enfim, eu te diria: Como te quero! (M)

E se eu perdesse toda a minha razão
Ainda assim, estarias em mim
Como meu último grito preso na garganta
Pois és minha verdade, dentro do coração... (M)

E ainda que o meu amor morresse
Respiraria por algumas frestas,
E entre o teu calor, te sentiria
Pois em minhas entranhas tu viverias... (M)

E se um dia, o meu amor, enfim morrer
E não deixar nenhuma ilusão no meu coração
Por certo, levarei o teu olhar comigo
Copia fiel e ardente, do meu amor por ti... (M)

Rio de Janeiro, 18/05/17
Pedro Paulo Costa e Mardielli
Enviado por Pedro Paulo Costa em 18/05/2017
Reeditado em 18/05/2017
Código do texto: T6002643
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Pedro Paulo Costa
Mendes - Rio de Janeiro - Brasil, 41 anos
628 textos (11339 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 24/08/17 00:00)
Pedro Paulo Costa