Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Café e outras manias #01

Tem um filme que me ensinou tanta coisa em um curto tempo de 1 hora e alguns minutos,me mostrou tanta coisa em simples sorriso ações e sabias palavras.O filme chama-se “Antes de partir”.

Ele não é novo e acho que muita gente deve tê-lo visto,não sei se é só comigo que ele faz essa mistura de êxtase,adrenalina e vontade de mudança,deixando tudo que é ruim e os atrasos que a gente cria e desculpas esfarrapadas para não realizarmos que seja um ovo frito:Ah depois eu aprendo a fritar ovos...Ah depois faço isso porque não tenho dinheiro,Ah não estou pronto ainda….Não deve ser bom não depois eu tento….Agora não…O depois as vezes pode ser tarde.

Quando vou a academia eu corro na esteira por 15 minutos em alta velocidade fico pensando:como 15 minutos pode ser um tempo tão grandioso,parece não passar sabe,a relatividade das coisas me assusta,1 minuto é tanta coisa,eu naquela esteira sem parar e os ponteiros não se mexem,o oposto ocorrer quando estou a papear com amigos com papos longos que parecem segundos e consomem a noite e  por muitas vezes desrespeitam normas dispersivas.

Esperamos demais pra fazer as coisas que gostamos,porque temos que fazer o que não gostamos? e passar o restinho da vida vai saber,fazendo as coisas que gostamos,porque a maioria das pessoas passam a vida 30 ,40 anos fazendo sempre o que não querem para depois fazerem o que querem?será que isso é válido??desde de pequena que sou sonhadora,me perdia na varanda de casa ora olhando para o céu imaginando gigantes, ora imitando Sandy, louca para me tornar como ela.

Todos os dias de sonho pareciam uma construção,sempre fui uma criança com uma teimosia erustida,nunca aceitei as coisas como elas são e pronto, e nunca menti pra mim mesma,não sei porque ,mas nunca acreditei em falsa felicidade,gostava de viver os dias,aproveitar os momentos sem aquela história de :ah depois eu aproveito,o depois pode ficar pra trás e o tempo não vai voltar.

Aprendi muita coisa com meu irmão,ele sempre fez oque queria e sempre dizia que viver é aproveitar e fazer as coisas quando desse vontade,e que esperar era coisa de pessoas sem coragem e ignorantes.Ele sempre conseguiu tudo o que quis,fomos criados juntos e um sempre esteve ao lado do outro,eu com meus objetivos e ele com os dele.Acho que é da criação,tudo que meus pais prometiam eles cumpriam,e nós fomos criados de forma que as promessas fossem dividas e que se endividar nunca poderia ser uma hipótese.

Me ensinaram também a olhar no espelho e perguntar o que eu poderia fazer para que eu fosse feliz em todas as manhas após escovar os dentes,mesmo com tantos problemas quando você se doa 100% a sensação de dever cumprido é inexplicável,os dias somam uns aos outros,diferente de quando os dias passam por passar,eles flutuam,não há como contá-los.

É assim que eu vivo,sempre esperando dias melhores,mas não sentada,pois somos parte da união de ações e  pensamentos, sempre podemos ir mais alem do que achamos, pois os limites foram feitos para ser superados.
Nayara Vasconcelos
Enviado por Nayara Vasconcelos em 12/09/2017
Reeditado em 12/09/2017
Código do texto: T6112261
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2017. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Nayara Vasconcelos
Belo Horizonte - Minas Gerais - Brasil, 25 anos
8 textos (143 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/11/17 00:56)
Nayara Vasconcelos