Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Eternos aprendizes...

Insistimos em querer ser pessoas que amam, mas realmente não estamos conscientes disso, não sabemos o que essa palavra significa, e em alguns casos nem sequer sabemos responder quando nos dizem. Tentar amar não se trata apenas disso, trata-se de fazer todos os possíveis, tudo o que está ao alcance para que estejam cientes de que lutas por esse sentimento, que realmente importa. Não podemos tentar amar alguém e o primeiro desentendimento, parar de procurá-la, querer uma pessoa é abrir-se completamente e não quer dizer abrir o zíper das calças ou as pernas trata-se de falar, partilhar, trata-se de que essa pessoa te diga o que mais odeia no mundo, qual é o seu cheiro favorito ou que gosta de dormir do lado direito ou esquerdo da cama, é sobre conhecer alguém tão profundamente para saber se realmente amas, não como muitos dizem "pelos seus olhos", o que aconteceu com as palavras bonitas, as cartas ou as notas nos guardanapos que se deixavam em cima de uma mesa? Deixamos muitas coisas simples e bonitas de lado por coisas como uma mensagem no celular ou alguma publicidade romântica boba em rede social, mostrando para o mundo seu peristaltismo emocional de romances de sete dias, apenas fazendo propaganda do que não és. Para que saibam que realmente nos importamos, devemos voltar ao que muitos dizem "à moda antiga" enviar flores, por exemplo, e não importa se é homem ou mulher a todos nós parece um detalhe bonito, mandar uma bilhete escrito "saudades" ou "Amo seu sorriso" ou um simples "Olá", é sobre nós tentarmos algo, se realmente o queremos.
Vil Becker
Enviado por Vil Becker em 12/07/2017
Código do texto: T6052804
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Vil Becker
Joinville - Santa Catarina - Brasil, 42 anos
1081 textos (10597 leituras)
1 e-livros (4 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/07/17 01:55)
Vil Becker