Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O Valor da Família

É indiscutível que desde os tempos primórdios a família é o principal intermédio para formar jovens de boa índole, cidadãos de bom coração e respeitosos para com seu próximo. A família reflete em sua essência a paixão de Deus com a humanidade e seus valores que são passados por nossos pais ou responsáveis. Duas pessoas quando se casam ganham como responsabilidade de Deus a criação de um ser assim como ele mesmo fez certa vez. Cria-lo como um fruto que em um futuro próximo renderá mais frutos. Mas posso afirmar que família as vezes não é de sangue, mas sim de coração. Julgo, pois, que o amor é o principal reflexo da formação de uma família e não uma coisa tão subjetiva como o sangue que corre em nossas veias. Por exemplo, não somos cada árvore que existe na natureza, mas respiramos o frescor de um ar puro que só elas podem nos proporcionar. Muitas das vezes nossos pais, responsáveis, irmãos ou amigos nos ralham e advertem por coisas errôneas que cometemos, mas quase sempre coisas que aborrecem acontecem por amor. E devemos dar valor para esse amor, todos nós temos nossos problemas e as vezes somente nós podemos resolver. Todavia, quando nos sentirmos perdidos e sem escapatória basta-nos olhar para os lados que estarão lá nossos pais, nossos irmãos e nossos amigos com a mão estendida para nos ajudar. Mesmo que inconscientemente. Nas famílias ocorre muito o desentendimento dos pais com os filhos ou irmãos, mas creio que isso é natural. Uma hora ou outra descobriremos que a família é a nossa maior amiga, há pessoas que descobrem de supetão e há outras que descobrem bem no fim. Acredito que é por essa razão que Jesus Cristo disse certa vez: “Amai-vos uns aos outros”. Analiso que Jesus Cristo nos ordena amar uns aos outros pois Ele já sabia que entender um ao outro é quase que impossível, então muitas das vezes devemos amar e não compreender. A compreensão é fruto, as vezes, de grande luta e dificuldades. Os pais brigam com os filhos, os filhos com os pais por desentendimento mas se há uma coisa em meia a tanta turba que lhes une é de súbito, o amor. É um dado comprovado cientificamente que pessoas que nasceram e foram abandonados por seus pais, ou que mesmo assim, jamais receberam qualquer forma de afeto são tendenciosas a seguirem um caminho de maldade. Só o amor gera uma pessoa boa. Prestando a família todo o tipo de apoio, seja de afeto, estudo, político ou cultural. A família possui de fato todas as virtudes que a humanidade precisa adquirir para ser independente da condição social um ser humano digno e virtuoso. Já foi dada uma analogia certa vez que nossa vida é como uma viagem de trem, embarcam nossos pais depois nossos amigos e em algum momento eles precisam descer na estação e nós continuarmos a viagem sem eles. Até quem um dia todos aqueles que nos deixaram ao longo do caminho reencontraremos quando descermos na estação.
Não tiro a razão quando dizem que educação deve vir de casa e sim, isso é verdade. Educação moral não devemos aprender na escola e nem na rua, mas sim em casa no conforto do carinho de nossa família. Nossa família sempre quer o nosso bem e é por isso que devemos dar valor para ela. Os pais devem ser muito indulgentes com seus filhos e estes com seus pais, vice-versa. É da própria natureza humana o conflito, pois independente da geração quer for infelizmente sempre procuramos guerra. Mas tenho fé que Deus protege toda a nossa família assim como protegerá aqueles que não tem família, que vivem sem teto, sem pão e sem amor. Pois sei que independente se ninguém lhe ame temos o amor paternal de Deus que nos acompanha desde o primeiro ao último suspiro, senão pela eternidade em nosso espírito. Glória a Deus nas alturas e paz na terra aos homens de boa vontade.
Ubiratan Fernandes
Enviado por Ubiratan Fernandes em 12/06/2017
Reeditado em 12/06/2017
Código do texto: T6025733
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original ("Você deve citar a autoria de Ubiratan Fernandes Pedrosa Júnior"). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Ubiratan Fernandes
Restinga Seca - Rio Grande do Sul - Brasil, 19 anos
6 textos (93 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/10/17 17:32)