Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Palavra Solta – Senhora Aparecida do Sertão

Palavra Solta – Senhora Aparecida do Sertão

*Rangel Alves da Costa


Cheguei ontem à noite ao sertão sergipano, mais precisamente a Poço Redondo, meu berço de nascimento. Já depois das dez da noite, então resolvi não dar voltas pela cidade já violenta demais para uma pacata povoação sertaneja. Resolvi escrever e assim fiquei até meia-noite, quando ouvi fogos e um badalar de sinos exatamente após o ponteiro da mudança de dia. Após a meia-noite, pois, fogos e sinos começaram a ribombar e a dobrar pelos espaços, para susto dos bichanos em furor nos telhados. O que será, indaguei. Ora, mesmo sendo interiorano não recordava de algo assim. Mas logo minhas dúvidas foram dissipadas quando cantos e orações ecoaram da Igreja Matriz, logo adiante. Era o início da vigília em louvor a Nossa Senhora Aparecida do Sertão, que começou à meia-noite e que vai se estender durante todo o dia. Deitei ouvindo as palavras do padre, porém muito mais as vozes das fiéis, das devotas e das beatas, todas no propósito único de louvar as graças das bênçãos de Nossa Senhora, que dentre tantas denominações possui a de Aparecida. Aparecida na fé do povo interiorano, e devotada como mãe maior e protetora desse mundo sertanejo de tantas desvalias e sofrimentos.


Escritor
blograngel-sertao.blogspot.com
Rangel Alves da Costa
Enviado por Rangel Alves da Costa em 12/10/2017
Código do texto: T6140433
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Rangel Alves da Costa
Aracaju - Sergipe - Brasil, 54 anos
8219 textos (193784 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/10/17 20:56)
Rangel Alves da Costa