Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ESSES POLÍTICOS AÍ NÃO ME REPRESENTAM

Os ânimos, alimentados pelo fanatismo absoluto, acirram-se, enquanto o país mergulha numa crise política profunda. A corrupção, outrora jogada para debaixo do tapete, desponta agora, como o alicerce que dá sustentação a todo sistema político nacional e explica de forma explicita o porquê de nossa população viver em miséria, sem educação, saúde, segurança, trabalho e laser.
Karl Max já dizia que uma sociedade desorganizada é terreno fértil para o absolutismo. Hoje podemos afirmar que uma sociedade desorganizada como a brasileira alimenta a corrupção e enfraquece a democracia. Diante da calamidade que se apresenta, ocorreram várias tentativas de greves e manifestações, todavia, sem sucesso. Por um lado, as representações sindicais não se entendem e sendo assim, não se faz greve em um país com mais de 200 milhões de habitantes com algumas dezenas de pessoas. Por outro lado, uma imprensa demagoga boicota qualquer tentativa de greve ou manifestação que não seja de seu interesse.
Segundo a Operação Lava Jato, através das delações, a política no Brasil é alimentada pela corrupção. Ou seja, o dinheiro publico, o suor dos trabalhadores, o dinheiro da merenda, o dinheiro da saúde e da educação, o dinheiro que poderia pagar melhor ao policial, está sendo desviado para custear o relógio de ouro do político X, para custear a jóia de ouro da mulher do político Y ou mesmo para bancar as viagens das famílias desses sanguessugas para o exterior, enquanto a maioria dos brasileiro mal conseguem ir para o trabalho ou escola.
Porém, o mais estarrecedor não são as noticias reveladas, até porque quem tem noção das coisas já tinha uma ideia disso tudo. O mais grave é a forma como a população está se comportando. O fanatismo absoluto e doentio prejudica a recuperação moral da política nacional. Não se pode mais, em nenhuma hipótese, defender esses políticos que aí estão. Precisamos de fato, de uma reforma política, passar o país a limpo, colocar gente nova. A população precisa se unir, ir para as ruas sem bandeiras de denominações partidárias, lutar para não reeleger essa corja que se arraigou no cenário político nacional. Geralmente, o filho é governador, o pai é senador e o irmão mais novo é prefeito e ainda o primo é vereador. Temos também casos em que o pai é o governador, o filho é deputado, o irmão mais novo é vereador e candidato a prefeito. Os familiares se revezam no poder, apenas mudam de cargo político, mas se mantém sempre no poder.
Chega disso tudo. Estamos em pleno século XXI, Era da tecnologia de informação e comunicação, vamos propagar e notícias de corrupção, propagar as boas ações, aderir aos movimentos sociais, quando estes forem em benefício de uma causa maior. Brasileiros, fanatismo só pela família, o país é maior do que uma bandeira partidária. Se tivermos que brigar, que brigamos pelos nossos direitos, em nome do bem comum. O fanatismo só nos leva às trevas, à ignorância. Esses políticos que aí estão não me representam. Quero uma reforma, mas não a reforma feita por eles, quero a reforma fita pelo povo no mês de outubro.










Manoel R
Enviado por Manoel R em 21/04/2017
Código do texto: T5976851
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Manoel R
Crisópolis - Bahia - Brasil, 33 anos
28 textos (483 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/05/17 17:39)
Manoel R