Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Para Confundir e não Explicar

"Eu vim para confundir, e não para explicar!!"

“Roda, roda, roda e avisa
Um minuto de comercial
Alô, alô Teresinha
É um barato o Cassino do Chacrinha”

Um oferecimento da esponja de aço BOM PHIL, a que tem mil e uma utilidades! E do sabão MOMO, aquele que deixa suas roupas muito mais branquinhas, e por muito menos...

                                      *  *  *

NARRADOR: A história de hoje se passou na França há muitos anos atrás, nos embalos da Revolução. Esta história que hoje trago deixá-los-á com a sensação de estar querendo entender o impossível, o incontável, o...

UMA VOZ: Hum, esse narrador tá enrolando...
OUTRA VOZ: Cala boca! Ainda nem começou direito e lá vem você, criticando...
MAIS OUTRA: Custa dizer logo a que veio? A UMA VOZ lá tem razão!
E OUTRA: Só tendo muita paciência, viu?
UMA VOZ: Além do mais o estilo me lembra discurso de político...
OUTRA VOZ: É só uma boa retórica... ou seria metalinguagem desnecessária?
MAIS OUTRA: Político e urubu só se for na pedrada, isso sim!
E OUTRA: O nível está baixando...
UMA VOZ:  E dessa vez não fui eu!

NARRADOR: ... uma história social e política, mostrando que “a história dos homens se reflete na história das cloacas”.

UMA VOZ: Ih, tinha que ter ‘merda’ no meio...
OUTRA VOZ: Lá vem você de novo com palavras de baixo nível...
MAIS OUTRA: Ah, sem puritanismos, viu? Por acaso não sabes que se usa palavrões para chamar a atenção, produzir emoção no leitor. Puro fenômeno lingüístico.
E OUTRA: Que chamasse a atenção de outro jeito. Usando a inteligência, por exemplo...
UMA VOZ: E quem disse que leitor gosta de texto inteligente?
OUTRA VOZ: Ih, agora vão partir pra cima do leitor? Ofensas não, ofensas não... Façam-me o favor...
MAIS OUTRA: Textos inteligentes? Nossa, quanta pretensão, hein?
E OUTRA: E o piparote na orelha? Machado pode e eu não?! Como é isso?!
UMA VOZ: Eu sabia que isso só ia dar ‘merda’ mesmo... Temos mais é que dar nome aos bois.

NARRADOR: Jean que, como aponta Vargas Llosa, provavelmente não se chamava Valjean e sim Vlajean, resultado da contração “Voilá-Jean!” – Eis aqui Jean! --... E Cosette, Marius... O universo de Hugo tão descaradamente exposto...

UMA VOZ: Mas que idéia mais miserável, isso sim!

NARRADOR: Corta! Corta! Caro leitor, desculpe a conduta estranha do autor, volta e meia interrompendo a narração com suas vozes e comentários pouco produtivos. Pedirei à VOZ MAIOR que tome providências, calando por enquanto as vozes desnecessárias. Asseguro-lhe que tal confusão não voltará a a-con-te-ceeeeeeeerrrr... Plitz!!

VOZ MAIOR (a minha!): Pronto, acabou a palhaçada! Não sei nem classificar direito uma coisa dessas. Se não for pra explicar, que não me venham complicar.

                                       *  *  *

Nota da autora:
Este é o quarto texto da série 'Experimentando Novas Vozes e Caminhos'

-----------------------------
Revisado em: 17.09.2010
Helena Frenzel
Enviado por Helena Frenzel em 24/08/2009
Reeditado em 17/09/2010
Código do texto: T1771086
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Para ter acesso a conteúdo atual aconselha-se, ao invés de reproduzir, usar um link para o texto original.). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Helena Frenzel
Alemanha
487 textos (36092 leituras)
47 áudios (2336 audições)
45 e-livros (1920 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 25/09/17 08:39)
Helena Frenzel