Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
DOUTORA DE ALMAS (ec)

Estava distante aquele tempo em que a vida era percebida como algo absoluto. O juramento de Hipócrates, na medida em que os cabelos embranqueciam e os movimentos se tornavam menos agitados, passava a ser visto de maneira distinta. A vida sempre, pois que se trata de valor absoluto. Só que, em seguida, uma pergunta se sobrepunha: Que vida? A atividade clínica por tantos e tantos anos exercida, foi lhe mostrando que há algumas formas de existir que não valem a pena serem prolongadas.

Vivia só em seus mais de oitenta anos. O marido morrera fazia tempos e a única filha, solteira, fora levada por um câncer pelo último Natal. Nessa nova percepção da realidade, a doutora velhinha deixara de ser cuidadora da saúde do corpo, para se tornar linda médica de alma. Descobrira que tinha um destino maior, fizera-se sacerdotisa. A nova função era a de ser ponte entre o lado de cá, da dor e sofrimento, para a banda de lá, da paz e alívios. Desse jeito, em longas conversas e sem cobrar pedágios, ela havia se tornado um valoroso auxílio e acelerador nas passagens.

Tudo ia bem até que uma neta egoísta, daquelas que não conseguem imaginar a vida sem a presença física da avó, desconfiou do tanto de tempo que ela investia ao lado dos leitos. Indagou sobre os assuntos das conversas daquela clínica tão idosa, e que deveria mesmo estar aposentada há vários anos. A doente a defendeu dizendo que tratavam de coisas bonitas, que refletiam sobre o céu. Ainda mais intrigada a moça escondeu um gravador ao lado da cama. A manchete grotesca no jornal sensacionalista, com a sua foto, miúda e encurvada, estampada gritava: “Médica Monstro na cadeia”.


Este texto faz parte do Exercício Criativo - Médico de Almas
Saiba mais, conheça os outros textos:
http://encantodasletras.50webs.com/medicodealmas.htm
Fernando Cyrino
Enviado por Fernando Cyrino em 17/07/2017
Código do texto: T6056889
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre o autor
Fernando Cyrino
Niterói - Rio de Janeiro - Brasil, 65 anos
930 textos (362327 leituras)
7 e-livros (3963 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/11/17 11:29)
Fernando Cyrino

Site do Escritor