Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Por Enquanto Adeus
 
Espero que despertes diretamente num lugar de beleza incomum. Onde encontres todas as cores do arco-íris ao abrires os olhos para a vida verdadeira com a certeza absoluta de missão cumprida. Sem arrependimentos nem culpa. Sabendo que fizeste o melhor possível em momentos onde não te foi dado o prazer de conhecer os caminhos.
Neste lugar de natureza exuberante que vislumbres extasiada a paz prometida e caia no esquecimento toda mágoa, solidão e abandono lhe imposto como forma de expiação.
Que neste novo mundo acordes num corpo novo e perfeito recebido em paga à labuta e aos serviços prestados.
Serviços estes executados sem intenções, merecidamente levados a cabo sem reclamações, com a aceitação silenciosa de quem sabe (sempre soube) que se fazia necessário para adquirir o passaporte. 
Um corpo leve, ágil, jovem, adornado com as vestes mais bonitas que tivestes e possas te sentir novamente linda na tua vaidade feminina.
Em tempo aceitastes te desprender das correntes e amarras da biologia defeituosa e da decadência física, onde por um breve momento te detivestes, desnorteada, como quem que perdeu o rumo.
Que estejas rodeada dos amigos verdadeiros que chegam para te receber de braços abertos e te fazer companhia onde nunca mais te sentirás só.
Que experimentes a leveza da perfeição divina na qual, em momento algum, deixastes de acreditar. E te curarás das mazelas humanas em prol daqueles que dependerão de ti no futuro.

Agora é nada mais do que conferir o que te foi prometido anteriormente e aproveitar a ampla oportunidade de aprendizagem, de preparação para a próxima estada que te espera. Não saberás de imediato nem quando nem onde, porém, quando chegar a hora abraçarás a oportunidade, mais uma vez com conhecimento de causa e cumprirás nova missão de olhos fechados para as dificuldades, mas bem abertos para as necessidades do coração.
Não sei quais são os desígnios do nosso futuro eterno, não nos foi ofertado a sabedoria deste conhecimento, mas gostaria muitíssimo de voltar a te encontrar. Liberta estás. Fique na paz daquele que te fortalecia na fé. Por enquanto adeus.
 
Roseli Schutel
Enviado por Roseli Schutel em 14/11/2017
Reeditado em 20/11/2017
Código do texto: T6172056
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Roseli Schutel
São José - Santa Catarina - Brasil, 58 anos
16 textos (449 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/11/17 23:42)
Roseli Schutel