Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A noite nunca acaba.

     3 horas da manhã e ainda estou acordada, restam apenas mais 3 hrs e meu despertador toca para a mesma monotomia de sempre.
      Não à posição nesta cama que me deixe só com minha mente, de todos os ângulos, de todos os lados, ela me condena. E no relógio o tempo passa e ainda estou aqui sozinha e  abandonada ouvindo aquelas músicas sem nexo que mesmo assim fazem sucesso. As  noites lindas e estreladas de sempre me fazem querer sair correndo em busca de um lugar em que não preciso ser escrava do rélogio, onde minha insônia pode ser aproveitada.
     Mais uma noite se passa e estou aqui sentada na janela com aquele café quente e pensando: '' Qual o real motivo dessa vida?'''. Ainda não consigo entender. O meu medo de seguir em frente e ser eu mesma todos os dias, me prende num mundo de ilusões, alguma hora sufoca, há quem realmente se deve as lágrimas que tanto caem do meu rosto?!
     4 hrs e estou na mesma. Qual o motivo da minha existência? Será que tudo isso algum dia ainda valerá apena?! Há quem diga que sim.
Raquel Nagy
Enviado por Raquel Nagy em 12/10/2017
Código do texto: T6140068
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Raquel Nagy
Apucarana - Paraná - Brasil, 17 anos
9 textos (266 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/10/17 20:55)
Raquel Nagy