Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Carta ao Deputado Federal

Excelentíssimo Senhor Deputado,
 
     A criação de uma Lei Geral do Licenciamento é algo extremamente importante, pois se trata de uma antiga demanda da sociedade brasileira. No entanto, esse Projeto de Lei nº 3.729/2004 do deputado ruralista Mauro Pereira é um verdadeiro retrocesso!!!
     Não podemos concordar que num momento como esse, com o país atravessando a maior crise financeira, política e ética de nossa história também seja marcado por tal afronta a legislação nacional.
     O Licenciamento Ambiental é um tema de extrema relevância, consolidado desde a década de 80 com a aprovação da Lei Federal nº 6938/81, que instituiu a Política Nacional de Meio Ambiente. A partir dessa Lei surgiram os instrumentos básicos do Licenciamento de grandes obras e empreendimentos.
     O PL quer “passar um trator” no processo de licenciamento ambiental, reduzindo prazos, tornando o IBAMA em um mero “cartório”. E para piorar tudo, ainda deixa de lado as demais instituições relevantes nessa temática, como por exemplo, IPHAN, FUNAI e ICMBIO, que passariam a ter caráter meramente consultivo, possibilitando a aprovação de licenciamentos sem as suas devidas manifestações.
    Outro grave problema trata-se da “falta de diálogo com a sociedade civil e deficiente participação popular” e não traz fundamentação legal das autoridades licenciadoras, sobretudo no âmbitos dos Estados e Municípios, no que tange aos critérios de escolha de modalidade de licenciamento ou dispensa desse. Além disso, de fixar prazos rígidos que não correspondem à realidade da execução dos atos administrativos.
     O Conselho Nacional de Meio Ambiente (CONAMA) já se posicionou contra a proposta, e várias entidades ambientalistas apontaram erros e falhas no PL.
     A aprovação dessa proposta permitirá que grandes desastres aconteçam, como foi o caso da ruptura da barragem de Mariana, ocasionando a destruição de um gigantesco patrimônio ambiental, além de prejuízos sociais e econômicos sem precedentes na história de nosso país.
     A Ferrovia Norte Sul é um exemplo de grande obra que teve impactos ambientais e sociais enormes, especialmente no trecho que corta o Estado do Tocantins, mesmo com as rigorosas leis ambientais existentes. Caso esse PL que busca a flexibilização do licenciamento seja aprovado nós teremos um cenário trágico, pois os impactos de obras e projetos como a Ferrovia Norte Sul serão ainda piores.
     Ainda de acordo com o Ministério Público Federal, a dispensa de licenciamento de atividades de maior impacto ambiental, como as agrossilvipastoris adotadas pelo governo do Tocantins, por exemplo, e que se encontra judicializadas junto ao Supremo Tribunal Federal, podem ser regularizadas pelo PL do Deputado Mauro Pereira.
     Assim, nobre Deputado, pedimos que analise bem o PL em trâmite na Câmara e se posicione contra qualquer retrocesso.

Atenciosamente,

Arsguaína - TO, 28 de abril de 2017.

José Silva Santos

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx
xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

Palmas - TO, Abril de 2017.

Giovanni Salera Júnior
E-mail: salerajunior@yahoo.com.br

Curriculum Vitae: http://lattes.cnpq.br/9410800331827187

Maiores informações em: http://recantodasletras.com.br/autores/salerajunior
Giovanni Salera Júnior
Enviado por Giovanni Salera Júnior em 16/05/2017
Reeditado em 16/05/2017
Código do texto: T6001081
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Giovanni Salera Júnior
Palmas - Tocantins - Brasil
1066 textos (2532357 leituras)
108 e-livros (25043 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 26/09/17 18:48)
Giovanni Salera Júnior