Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

HISTÓRIA DE VIDA

                                                          Paulo Jorge Valente Almeida
                         Graduando em Educação do Campo – UFPa/Mocajuba
                                            E-mail: paulinhomocajuba@gmail.com

A mais de quatro décadas atrás, numa cidadezinha do interior do estado do Pará na mesorregião do nordeste paraense na micro região de Cametá nasce Paulo Valente na cidade de Mocajuba filho de família campesina. O garoto passou por vários desafios e conflitos durante sua infância ao perder aos cinco anos de idade seu estimado pai. Sua mãe começou a trabalhar com muita dedicação e empenho em várias casas de famílias para prover assim o sustento de seus filhos que ao todo somavam dez irmãos. Paulo Valente ainda muito novo começou a sentir muita falta da figura paterna, e sendo o mais novo de seus irmãos e sabendo que estes não demonstravam o menor interesse por sua educação, teve que seguir em frente não deixando se influenciar por seus irmãos. Foi ai que vendo ele que não poderia contar com o apoio de sua família teve que lutar contra a pobreza, a falta do pai e seus medos para poder seguir em frente.
Na sua adolescência os 15 anos de idade tomou gosto pela escola e por seus estudos, dia ele que um dia seria professor, mas não imaginava e ao mesmo tempo não fazia ideia que enfrentaria tantos obstáculos ao longo de sua vida. Nesse intermédio a única diversão do jovem garoto era brincar bola, jogar bolinha de gude e pião. A diversão em outras coisas não fazia por não ter contato com grupos de rua, pois não saia muito de sua casa. Passaram-se os tempos e com muita dificuldade o jovem rapaz concluiu o primeiro grau e para entrar no segundo grau teve que ser submetido a realizar uma avaliação para seu ingresso o qual foi muito bem sucedido. Ao concluir o segundo grau anos depois realizou uma prova para ingresso no ensino técnico ofertado pela antiga escola agrotécnica federal de castanhal na cidade de Castanhal onde cursou em três anos como técnico em agropecuária. Nesse tempo morava no regime de internato dentro da escola e sentiu-se em apertos por esta longe de sua família, principalmente de sua querida e estimada mãe.
Ao concluir o ensino médio técnico, lutou com todas as forças para conseguir um emprego e com este prover o seu próprio sustento que até então o dependia exclusivamente do esforço de sua mãe que o ajudava em todos os momentos. Ao conseguir seu primeiro emprego como técnico em agropecuária na cidade do Limoeiro do Ajuru mandava todos os meses algum dinheiro para sua mãe acompanhado de alguns presentes. Não foi fácil a vida de Paulo Valente, tendo que abrir mão dos estudos de seguir carreira para ter que trabalhar para se manter deixando assim de não preocupar mais sua mãe. Foi ai em dado momento o rapaz quase desiste de prosseguir adiante devido o falecimento de sua genitora que viera a falecer por uma trombose cerebral. Passaram-se os anos e aquele rapaz de estatura média, franzino de olhos claros foi contratado para trabalhar em uma empresa privada como vendedor chegando a passar somente seis meses em atividade tendo que deixar para assumir sua vaga no concurso publico pela cidade de Cametá, ao qual passou somente quatro anos e meio deixando-o posterior para tomar posse na agencia de defesa agropecuária do estado do Pará.
Foi ai que nesse intermédio ingressou numa universidade particular fazendo o curso de licenciatura em biologia, onde concluiu com muito esforço e dedicação, pois precisava do ensino superior para poder lecionar nas escolas do ensino fundamental e médio e também nos cursinhos pré-vestibular. Isso fez com que parte dos seus sonhos fossem já alcançados depois de tantos sofrimentos. Em sua maior parte do tempo, sofreu vários desafios em sua jornada de vida. Passou por várias perdas em sua família perdendo um irmão e um sobrinho que vieram a falecer de repente. Com isso, sentiu-se por várias vezes desmotivado e, com medo de seguir em frente.  A única certeza e esperança foi confiar e apoiar-se no Deus Criador e Senhor de todas as coisas que supriu e continua suprindo todos os dias as suas necessidades. Valente segui em frente e com todas as dificuldades existentes consegui terminar uma especialização em metodologia do ensino de ciências e por várias duas vezes tentou entrar na universidade federal do Pará, até que chega o grande dia que finalmente em 2015 consegue entrar na UFPA onde encontra-se atualmente fazendo o curso de licenciatura em educação do campo, onde o mesmo esta amando em fazer.
Além disso, portanto, o jovem rapaz não encontra-se satisfeito. Valente quer terminar sua segunda graduação e seguir dentro da UFPA sua carreira acadêmica fazendo uma pós-graduação e logo em seguida mestrado e por fim o seu tão sonhado doutorado. A luta é grande, não para, pois ele terá que esforçar-se mais e mais a cada dia para conseguir alcançar suas metas, sonhos e objetivos. Valente atualmente trabalha como servidor publico estadual na Agencia de Defesa Agropecuária do Estado do Pará – (ADEPARÁ), onde realiza ações de defesa sanitária animal e vegetal. Os desafios são constantes, mas o sonho é maior. Valente jamais permitiu e nem permitirá que os obstáculos da vida lhes impeçam de seguir em frente e conseguir o tão esperado sonho ou maior dos desejos de se tornar um professor universitário. Paulo Valente está com 42 anos de vida, mora sozinho em sua casa e não ganha tanto dinheiro como gostaria de ganhar. No momento tem muitas dividas a sanar, mas segui em frente olhando e confiando no Senhor Jesus Cristo ao qual confia plenamente. Vale lembrar, porém, que o mestre Jesus o livrou de muitos acidentes e por que não dizer da morte por várias vezes.
Paulo Valente
Enviado por Paulo Valente em 16/03/2017
Código do texto: T5943241
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2017. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Paulo Valente
Mocajuba - Pará - Brasil, 44 anos
3 textos (42 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/10/17 02:33)
Paulo Valente