Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Ter fé e ver coragem no amor

   Não quero sentir rancor do mundo, embora exista pessoas que ache que perdoar é uma fraqueza, eu me sinto forte em não guardar lembranças ruins e nada mais transborda em meu coração do que essa facilidade de enxergar as coisas boas da vida.
   Quando o mundo desaba ao meu redor eu nem percebo, pois estou ocupada de mais enxergando o bem - intensionado.
   E quando alguém grita, só escuto o necessário, o resto do barulho é jogado fora, ninguém vai me ver gritando por ai, as vezes minha voz é tão miúda que as pessoas finge me ouvir; sou tímida, chorona e ao mesmo tempo forte.
   Tenho em mim tantas histórias e manias de criar outras, que me perco no que é real e no que eu invento. Por ser romântica, tenho guardado minhas poesias preferidas pra alguém especial que goste de ler - me profundamente.
   Metade de mim é amor e a outra metade é flor, e todos os dias me rego e conheço uma pétala nova, até mesmo um espinho que não devia está ali.
   Incrível de mais pra viver um amor pela metade, e deixar o comodo no cantinho, poderia fazer o mesmo que fizeram comigo. Guardar no cantinho e só usar quando me sentisse sozinha, mais eu não quero fazer com os outros o que fizeram comigo; pior seria fazer com que ele se sentisse pela metade em todos os momentos, quando falta amor, o dano é grande no que essa pessoa tem de melhor.
    Muitos acredita em amores pronto!
    Mais o amor chega de forma tão sútil, e todos os dias ele vai crescendo e somando. A medida do amor é sentida pela ato, pela essência, pela peculiaridade de cada um. É somando que  atrai o amor.
    Eu que pensei que amor seria assolador; me enganei quando esperei o estoicismo dele.
    Meu coração transborda, e eu descobri que a minha fragilidade e a minha tristeza podem ser otimizadas, porque são verdadeiros antídoto para a hipocrisia.
    Ter consciência das nossas sombras nos conduz a ter relações melhor, a ideia é aquela frase: sozinha agente vai mais rápido e em grupo agente vai mais longe. E é esse longe que hoje me interessa!
    Me diz o que é desconsolo pra eu te mostrar alguém que queria te acompanhar, e no marasmo da vaidade foste incapaz de relevar segredos que já não eram só seu.
    Entre promessas não cumpridas, frases de amor sem vericidade, onde o prometido estava longe e o estoicismo da dor dizia -me que eu era mais forte.
    Calar a nequícia de alguém com benquerança é ser resiliente, é saber ser forte sendo amor.
    O tempo passa e nos ficamos encaliçadas de amores não recíprocos, de gente rasa, de mentiras que estragam verdades.
     E é nesse momento que eu não vou mergulhar em sentimentos relutante obstinados á malícia, pois cada um oferece oque transborda, e eu tenho um coração que acredita em contos, e são esses contos que deixa minha terra fértil, e é na decepção que ele se  mostra o quanto é forte.
    Amor, tão vaidoso!
    Várias formas de amar.
    Vários desígnios.
    Mais acredite, o amor é lindo e poucas pessoas sabem dar e receber. Quem acumula mágoa, acumula lixo mental e daqui a dez anos isso se tornará uma doença, é como fechar as janelas impedindo os espíritos de luz, e imperar os perdidos que nos cerca esperando a solitude cavidade.
    Mais se você me disser que o seu lugar e junto a mim, eu vou até o fim.
Catarina Maria
Enviado por Catarina Maria em 11/01/2017
Reeditado em 24/02/2017
Código do texto: T5879286
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2017. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Catarina Maria
Jaboatão dos Guararapes - Pernambuco - Brasil
17 textos (406 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 28/07/17 06:02)
Catarina Maria