Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
 
Resultado de imagem para horkheimer
 

Max Horkheimer nasceu em 14 de fevereiro de 1895, em Stuttgart, de uma família judia abonada, Filho de um industrial judeu, Max Horkheimer. Estuda até os dezesseis anos, mas abandona a escola para ajudar na fábrica do pai. Mas foi para a guerra, na Primeira Guerra Mundial, e voltando estudou Filosofia e Psicologia, na Universidade de Munique. Seu gosto por filosofia se deu quando viajou a Paris, de modo que leu Schopenhauer, e também Marx, Hegel, Nietzsche e Freud. Depois foi estudar em Frankfurt, onde conhece filósofo Theodor Adorno. Ambos escreveram em colaboração. Compôs a Escola de Frankfurt. Seu professor por lá era um filósofo kantiano, Hans Cornelius, e sua tese doutoral foi sobre juízo teleológico. Estuda assim Max Weber e a sociologia. Começa a trabalhar na Universidade de Frankfurt, e se casou com Rosa Rieker. Também junto com Adorno criou o instituto de Pesquisas Sociais. Essa a Escola de Frankfurt. Publica na revista. Com o poder nazista, teve de emigrar, primeiro para a Suíça, depois para os EUA, indo até a Universidade de Columbia. Recebeu cidadania americana e morou em Los Angeles, califórnia, onde junto a Adorno produziu a Dialética da ilustração. Voltou a Alemanha em 1950, e foi reitor na Universidade de Frankfurt. Em anos 50 retornou aos EUA para ensinar na Universidade de Chicago. Em tudo fez uma teoria crítica da sociedade, e de um pensamento crítico do século XX. Ainda junto a Marcuse e Habermas. Na revista Zeitschrift für Sozialforschung publicou ótimos ensaios, sobre diversos pensadores. Já nos EUA teve muita coisa publicada no “Eclipse da Razão”. Interessante que ele em 1939 disse que “o fascismo é a verdade da sociedade moderna”. Mas entende o fascismo estar dentro do capitalismo. Disse que a doença da razão está em querer dominar a natureza, ademais. Disse Olavo de Carvalho1: “Teorias como o “contrato social” de Rousseau, a “mais-valia” de Marx, a “consciência possível” de Lukács, a “personalidade autoritária” de Max Horkheimer etc., já viraram poeira atômica no laboratório crítico e hoje só sobrevivem como capítulos exemplares na história da pseudociência universal”. Mas algo resta desse autor. Lembro que no curso de Filosofia chegava a ser estudada a Indústria Cultural, e cair em provas. As universidades, até mesmo em EAD, são cobertas com pensadores de esquerda. Mas voltando a Horkheimer, seus últimos anos, e fez um retiro a Lugano, e desde o falecimento de sua esposa, ele esteve em grande solidão, e em última fase era raro aparecer, com tom conservador. Faleceu em 1973, em Nuremberg, e enterrado em cemitério judeu de Berna, Suíça.
 
1CARVALHO, Olavo de. Tudo que você precisa saber para não ser um idiota. p. 115.
Mariano Soltys
Enviado por Mariano Soltys em 10/01/2017
Código do texto: T5877581
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (você deve citar a autoria de Mariano Soltys). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre o autor
Mariano Soltys
São Bento do Sul - Santa Catarina - Brasil, 35 anos
673 textos (32161 leituras)
102 áudios (1938 audições)
17 e-livros (11671 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 28/07/17 06:00)
Mariano Soltys

Site do Escritor