Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Áudio
ACABO DE VER UMA FLOR
Publicado por: Luís Filipe Figueiredo
Data: 20/03/2017
Classificação de conteúdo: seguro
Créditos:
SONETO E VOZ
DE LUIS FILIPE D. FIGUEIREDO

Copyright © 2017. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Texto

ACABO DE VER UMA FLOR

Acabo de ver uma flor.
No seu lindo desabrochar.
Lembrei-me de ti, amor.
Tive, que ta ofertar.

Aberta, na tua mão.
Comecei a verificar.
E, senti a sensação.
Que começou a murchar.

Não resistiu; e a inveja.
Dela se apoderou.
Ao defrontar uma flor mais bela

A murchar, começou.
Pobre flor singela.
Que o ciúme, não aguentou.

Luís Filipe D. Figueiredo

Todos os direitos reservados
Lei de Direitos de Autor (Lei 9610/98)

http://amorcommuitapoesia.blogspot.pt/
Luís Filipe Figueiredo
Enviado por Luís Filipe Figueiredo em 05/01/2017
Código do texto: T5872732
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2017. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre o autor
Luís Filipe Figueiredo
Portugal
647 textos (21577 leituras)
113 áudios (6160 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 25/05/17 09:21)
Luís Filipe Figueiredo
Rádio Poética