Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A verdade, ou quase isso

A verdade, ou quase isso

(apanhado de informações úteis para eventuais pitaqueiros)


"Joesley: [inaudível]. Como é que eu... Que que eu mais ou menos dei conta de fazer até agora. Eu tô de bem com o Eduardo...
Temer: Tem que manter isso, viu?"

Os fundos dos áudios são diferentes. Joesley fala sozinho o tempo todo e nesse teatro sugere que o Ministério Público faz acusação seletiva.
É de se pensar que uma acusação dessa monta deveria acima de tudo estar numa mensagem absolutamente clara.

"Confiantes de que seu golpe criminoso (todo ele, ao longo de 13 anos - não nos esqueçamos que a JBS só existe como tal por causa de Lula e o PT no poder) foi perfeito, lucrativo e ainda lhes garantiu a liberdade, mesmo que para isso tenha causado prejuízos bilionários ao país e consequências cuja gravidade ainda não é de todo conhecida, ainda tem a petulância de emitir nota que é um verdadeiro escárnio.
Essa gente merece apodrecer na cadeia”. (M. Prado)


"Este grave momento da vida nacional deverá passar à história como aquele em que a irresponsabilidade e o oportunismo prevaleceram sobre o bom senso e sobre o interesse público. Tudo o que se disser agora sobre os desdobramentos do terremoto gerado pela delação do empresário Joesley Batista, em especial no que diz respeito ao presidente Michel Temer, será mera especulação”. (Estadao)


"Os ganhos e perdas foram na casa de bilhões. Na economia real decisões de investimento foram adiadas, assim como contratações. O calendário das reformas trabalhista e previdenciária suspensos. Quando fomos ver, a montanha pariu um rato. Um áudio que muito pouco trouxe de incriminador. Esse áudio pelo menos não tinha nada. Dois jornalistas, da mesma empresa, acenderam o fósforo e jogaram gasolina em um país frágil, convalescente. O primeiro fez afirmativas que em hipótese alguma se confirmaram neste áudio. O segundo solta no meio do dia que o presidente iria renunciar. Levando o país para um vácuo institucional e uma desordem sem precedentes. Uma economia com 14 milhões de desempregados. Uma economia que talvez não aguente mais um par de anos em recessão. É muita falta de responsabilidade, de cuidado e de correta apuração dos fatos. Um país em histeria por causa de fake news.” (André Leite).

"Escritório de Cardozo recebia pagamentos mensais da JBS”
(FOLHAPOLITICA.ORG)


"O Antagonista - EXCLUSIVO: A CONTA DE LULA E DILMA COM US$ 150 MILHÕES DO BNDES, PETROS E FUNCEF”
(OANTAGONISTA.COM)

JBS mantinha conta na Suíça para o PT.
300 milhões.
Quem eram os beneficiários?
(Por André Luiz Meira)

"JBS estava já envolvida em cinco investigações diferentes, seus donos irmãos caipiras deveriam ser presos e impedidos de continuar no comando da empresa, então arrumaram uma delação premiada, com gravações provocadas, e obtiveram o esperado. Ao mesmo tempo, recuperaram os prejuízos que estavam sofrendo no grupo, com as perdas de valor acionário devido às investigações, fazendo violentíssimas operações de câmbio (compra de dólar futuro), porque tinham informação mais do que privilegiada, sabiam que haveria uma monumental crise política com a revelação de suas delações e com isso a Bolsa de Valores cairia e o dólar subiria muito no mercado. É coisa de bucaneiro. Tiveram gigantesco lucro no câmbio. E ainda ganharam a liberdade total, com direito a morar em Nova York, desfrutando de todo o luxo, inclusive sem tornozeleiras. A lei criminal brasileira precisa mudar, as penas precisam ser triplicadas”. (Vitor Vieira).

Maristerra Lemes:
" Muita calma nessa hora, pessoas.
Não se esqueçam que estamos lidando com uma organização criminosa e que os bandidos são hiper profissionais. A JBS é braço do PT. Não à toa essa bomba explode justo quando Lula está prestes a ser condenado e a caixa preta do BNDES começa a ser aberta. "

Fica por último a melhor teoria sobre o cerne dessa história toda, apontado com extrema lucidez por Alessandra Menezes Campos.


Resumindo:

1. O Brasil está à beira de um golpe de Estado, orquestrado pelo PT e toda a esquerda que apoia o Foro de São Paulo.
2. Procuradoria Geral da República e STF (mais especificamente Edson Fachin, que foi indicado por Dilma) são os executores do golpe. Fecharam um acordo de delação premiada absurdo, em que os irmãos da JBS saíram totalmente ilesos, ainda mais ricos e deixaram para trás um Brasil mais pobre e politicamente em frangalhos.
3. Plantaram uma informação falsa de Obstrução da Justiça por parte do Presidente da República.
4. Essa mesma gravação, totalmente ilegal, pois não tinha autorização judicial, agora está sendo defendida por Fachin como sendo uma prova legal de Obstrução da Justiça.
5. Em menos de uma hora após a divulgação da suposta gravação de Temer, já havia pedido de impeachment sendo protocolado por deputados aliados ao PT na Câmara dos Deputados.
6. Ainda na mesma noite, a militância tomou as ruas para pedir Diretas Já!, contrariando por completo o que diz a Constituição. Por quê? É sabido que Lula ainda mantém um curral eleitoral, e que poderia ter chances de voltar pelo voto popular. Mas teria que ser agora, pois até as eleições de 2018, Lula já deverá estar condenado em Segunda Instância, impossibilitando por completo a sua retomada ao poder.
7. Já está agendada para terça-feira o início da votação de uma Proposta de Emenda Constitucional, que alteraria a eleição indireta para direta no terceiro ano de mandato Presidencial - exatamente o que ano em que estamos. Coincidência???

Final:

Pelo ritmo com que estão se articulando, o povo brasileiro tem pouco tempo para tomar ciência dos fatos, orquestrar uma estratégia e reagir. Se nada for feito, rapidamente, o Brasil será uma nova Venezuela. E isso não é um exagero!
Update: um perito pago pela Folha revelou que o audio vazado da conversa com Temer, tinha mais de 50 edições. Assim fica fácil incriminar qualquer pessoa, né?
Update 2: faz 2 semanas que o cérebro do PT (José Dirceu) foi solto. E, em tão pouco tempo, o país virou de cabeça para baixo. Seria mesmo coincidência?
Update 3: um país como o Brasil, ter eleições diretas com urnas eletrônicas e sem voto imprenso, nesse momento, seria realmente um processo legítimo, seguro e democrático?"
Bernard Gontier
Enviado por Bernard Gontier em 19/05/2017
Reeditado em 20/05/2017
Código do texto: T6003459
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2017. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Bernard Gontier
São Paulo - São Paulo - Brasil
748 textos (136465 leituras)
9 áudios (1251 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 27/06/17 05:51)
Bernard Gontier