Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
PALMEIRAS, A HORA DOS DOIS TIMES

A derrota para o Corinthians deixou o Palmeiras fora da briga do título do Campeonato Brasileiro. Continua sendo um torneio importante, pode garantir vaga na Libertadores no ano que vem, mas o que realmente importa para a torcida, que é ser campeão só se uma desgraça ocorrer para o líder do campeonato, que está num campeonato perfeito.

Cuca tentou de tudo para montar um time base. Nenhum encantou e jogando ontem contra um time bem treinado ficou clara a vantagem e a necessidade de se ter um conjunto treinado para jogar junto.

Faz mais de um ano que escrevo aqui que o único jeito de brigar pelo título de todas competições no maluco calendário brasileiro é ter dois times, cada um jogando uma vez por semana. É o único jeito de reduzir contusões e de não se ter jogadores desgastados pelas viagens.

O Palmeiras tem elenco para fazer isso. Agora que as prioridades são claras, Copa do Brasil e Libertadores, é reservar os melhores jogadores para esses campeonatos. Para mim, eles são Prass, Jean (Mayke), Mina, Dracena, Egídio; Tchê Tchê, Felipe Mello, Guerra, Dudu; Roger Guedes, William. Os nomes são menos importantes do que o conceito.

O importante é o melhor time para os campeonatos prioritários. Esse time devia jogar uma vez por semana, treinar jogadas ensaiadas e ter toda atenção do Cuca. Se algum jogador for suspenso ou machucar, sobe um do time reserva. Eventualmente, nos clássicos e jogos contra os 6 primeiros do campeonato, esse time joga duas vezes na semana. Alguns jogadores jovens e sem bons reservas jogariam nos dois times.

O time reserva poderia ser bem forte: Jailson, Mayke, Antonio Carlos, Juninho, Egídio; Zé Roberto, Tiago Santos, Hyoran (Rafael Veiga), Michel Bastos; Keno, Borja. Quando voltarem de contusão, jogadores como Moisés começam nesse time, até ganharem ritmo de jogo. Esse time manteria jogadores importantes de potencial como Michel Bastos jogando sempre, com chance de mostrarem seu futebol.

Veja que temos tantas opções que montei dois times e tem bons jogadores como Bruno Henrique que não estão  em nenhum. Se gente assim fica meses no banco sem jogar, troca de time ou se queima por falta de ritmo, como ocorreu com Allione e outros.

Não sei se daria certo, só que é o momento de tentar. Estamos em desvantagem nos dois mata-mata. Temos de vencer o Cruzeiro fora de casa e vencer por dois gols o Barcelona do Equador. Estamos razoavelmente bem colocados no Brasileiro, dá para aguentar uns tropeços se acontecerem.

Precisamos de uma preparação melhor para o jogo com o Cruzeiro, ou vamos ficar fora da Copa do Brasil. Eu começaria já contra o Vitória. MUDA VERDÃO!
Rorscharch
Enviado por Rorscharch em 13/07/2017
Reeditado em 14/07/2017
Código do texto: T6053712
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2017. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Rorscharch
Santana de Parnaíba - São Paulo - Brasil
216 textos (5378 leituras)
19 áudios (195 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/11/17 15:19)
Rorscharch