Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

William Shakespeare: 10 passos na sala de aula. Sonhos são bons e nunca mera miragens e bobagens...

1º. Ler a biografia de Shakespeare;
2º. Comentar a sua vida e obra com a ajuda de professores de história, sociologia, literatura, arte, filosofia, geografia (Londres do séc. XVI);
3º. Escolher poemas e confeccionar cartões com frases de Shakespeare no dia das mães e dos namorados;
4º Pesquisar Eros e Psiquê, relacionando com as peças de Shakespeare;
5º Escolher uma obra e fazer um monólogo e dramatização;
6º Gravar os estudos, apresentações e os cartões, convidar pais e mais à escola.
7º Pedir a uma aluna para apresentar a obra e um aluno fazer o menestrel de Shakespeare

https://www.youtube.com/watch?v=ktr4W1EzBaM

8º Disponibilizar tudo em blog e site de amigos e da escola.

9º Selecionar os melhores comentários e encaminhar aos alunos como estímulo e elogio.

10º Declamar sonetos e poemas, frases e textos sobre Shakespeare.

_____________________

Eros y Psique, el mito griego que originó los cuentos de hadas - Julia Pons Montoro

https://www.youtube.com/watch?v=ccufpiCZdVk&list=PLVAcpMC-8VfrC9Nd0Ej8sT4hjmaHV2jCP&index=7

http://ensina.rtp.pt/artigo/fernando-pessoa-poesia/

"Conta a lenda que dormia
Uma Princesa encantada
A quem só despertaria
Um Infante, que viria
Do além do muro da estrada.

Ele tinha que, tentado,
Vencer o mal e o bem,
Antes que, já libertado,
Deixasse o caminho errado
Por o que à Princesa vem.

A Princesa adormecida,
Se espera, dormindo espera.
Sonha em morte a sua vida,
E orna-lhe a fronte esquecida,
Verde, uma grinalda de hera.

Longe o Infante, esforçado,
Sem saber que intuito tem,
Rompe o caminho fadado.
Ele dela é ignorado.
Ela para ele é ninguém.

Mas cada um cumpre o Destino -
Ela dormindo encantada,
Ele buscando-a sem tino
Pelo processo divino
Que faz existir a estrada.

E, se bem que seja obscuro
Tudo pela estrada fora,
E falso, ele vem seguro,
E, vencendo estrada e muro,
Chega onde em sono ela mora.

E,inda tonto do que houvera,
À cabeça, em maresia,
Ergue a mão , e encontra hera,
E vê que ele mesmo era
A Princesa que dormia."


De grande interesse para a erótica simbólica tanto de Pessoa como de SÁ-CARNEIRO seu amigo, discípulo que assim o desejava ser, e fundador com ele de uma estética pré-modernista, é agora o estudo publicado por FÁTIMA INÁCIO GOMES, na colecção "Temas Portugueses" da I.N.C.M., com apresentação de Urbano Tavares Rodrigues.
Na realidade, ser um dos rostos múltiplos do tempo, de si próprio ou do próprio Pessoa foi sem dúvida uma das fantasias do jovem Sá-Carneiro.Vivendo e sofrendo pulsões contraditórias, que não saberá nunca como ultrapassar, escapará à impotência perante a vida através de um suicídio tão doloroso quanto ela: com frascos de estricnina que engole uns a seguir aos outros.
Para este poeta, como bem diz Fátima Gomes no último capítulo do seu livro, a mulher da "carne inexistente" é aquela que não o assustará com a sua sexualidade, que se fará pequena e neutra a seu lado, bem à maneira de como Pessoa a desenhou, quer pela voz de Ricardo Reis, quer pela aproximação e afastamento de Ophelinha, algo que vinha já dos seus tempo de Alexander Search.
Fátima Gomes conclui que esta imagem do feminino contém a saudade da Ama, "humilde e carinhosa" : "ter amas a vida inteira..." (in Elegia).
Citando, para terminar :
"Esta mulher seria a amante perfeita, a noiva idealizada que acompanharia qual Aurora ou Sophia alquímica , a ascensão do herói solar:
...
Teus beijos,queria-os de tule,
Transparecendo de carmim-
Os teus espasmos de seda...

Água fria e clara numa noite azul,
Água,devia ser o teu amor por mim..
(A Inigualável) "

Mas há aqui todo um crescimento que se perde. Na alquimia a própria Água é quente, tem o bafo da Vida, que é espírito e matéria. Sá-Carneiro morreu impreparado e jovem, eternamente adolescente como os tempos o guardarão na memória.

Ver : Fátima Inácio Gomes, O IMAGINÁRIO SEXUAL NA OBRA DE MÁRIO DE SÁ-CARNEIRO, Lisboa, 2006

_____________________


Frases de William Shakespeare

" Haverá, acaso, para a formosura melhor companheira que a honestidade? "

" Não há legado mais rico que a honestidade. "

http://quemdisse.com.br/tema/frases-de-william-shakespeare/22/
_________________

VIAJANDO PELO MUNDO DE SHAKESPEARE NUMA ABORDAGEM ...
www.sbpcnet.org.br/livro/62ra/resumos/resumos/2450.htm
XVI, e o sucesso de suas obras em todo o mundo, é sabido que o aluno de Ensino ... feito entre Língua Inglesa, Literatura, Arte, História, Filosofia e Sociologia.

_________________
Sociologia da obra de Miguel Torga, sobre Shakespeare como raposa...

https://www.jstor.org/stable/3512761?seq=1#page_scan_tab_contents

__________

G. Ciências Humanas - 7. Educação - 11. Ensino-Aprendizagem
"To be or not to be", VIAJANDO PELO MUNDO DE SHAKESPEARE NUMA ABORDAGEM INTERDISCIPLINAR.
Klenie Syanra Ramos da Silva 1
Astrid Lídia Santiago 1
Paulo Henrique Amorim França 1
Mônica Medeiros de Albuquerque e Mello 1
1. Escola de Referência em Ensino Médio Ginásio Pernambucano (EREMGP)
INTRODUÇÃO:
Frente à grande contribuição e importância que William Shakespeare deu a Literatura Inglesa no séc. XVI, e o sucesso de suas obras em todo o mundo, é sabido que o aluno de Ensino Fundamental e Médio, principalmente de escolas públicas, não tem conhecimento nem acesso às obras do escritor. Além disso, o número reduzido de carga horária de Língua Inglesa nas escolas e a falta de recursos didáticos adequados impedem que tal estudo seja abordado, e o aluno (talvez) só terá acesso ao mundo de Shakespeare nos cursos universitários de línguas e especializações. Assim, reconheceu-se a necessidade de propor um estudo da temática, através da Parte Diversificada do Currículo, a fim de explorarmos a vida e obra do escritor inglês, bem como sugerir reflexões e relação de identidade de cada indivíduo com as personagens, num paralelo entre a literatura no séc. XVI, retratada por Shakespeare, à nossa realidade atual em forma de teatro num estudo interdisciplinar feito entre Língua Inglesa, Literatura, Arte, História, Filosofia e Sociologia.
METODOLOGIA:
O trabalho foi desenvolvido com alunos do 2º Ano do Ensino Médio, cuja apresentação do tema à turma foi através de uma dinâmica de socialização e, em seguida, a sequência das seguintes atividades: Breve explanação sobre a literatura inglesa no séc. XVI; pesquisa na Internet sobre a biografia de William Shakespeare (sua origem, principais obras, seus gêneros literários, seus amigos, curiosidades sobre sua vida, sua contribuição para o teatro inglês da época, etc.); socialização das pesquisas para o grande grupo, com trocas de informações e debates; assistir ao filme: Shakespeare Apaixonado (ou Elizabeth), fazendo observações sobre os costumes da época e conhecendo mais o autor através de um paralelo entre a pesquisa e o filme; divisão de grupos para pesquisa e leitura de algumas obras: Romeu e Julieta, Hamlet, Otelo, Sonhos de uma Noite de Verão, A megera Indomável, etc.; análise e debate de obras a partir de filmes assistidos pelo grande grupo; apresentação de seminários sobre as obras estudadas; resumo e elaboração de uma peça teatral em Língua Inglesa, sobre uma obra de Shakespeare escolhida pela turma; confecção de folder propaganda sobre a peça a ser apresentada; apresentação da peça teatral "Romeu and Juliet".
RESULTADOS:
Com as atividades de leitura e pesquisas na internet sobre as obras, foi observado no educando o prazer não só de ler e conhecer um dos maiores autores de todos os tempos, como explorar os conflitos da alma com profunda sensibilidade, através da reflexão e relação com as personagens, permeando e solidificando sempre as premissas estabelecidas na Proposta Pedagógica da Escola: os quatro pilares propostos - aprender a conhecer, a fazer, a ser e a conviver. Também é importante destacar que todo o desenvolvimento do trabalho procurou contemplar a vivência da interdisciplinaridade entre as disciplinas acima citadas, garantindo a contextualização. Além disso, o desenvolvimento das habilidades lingüísticas em LI, através da oralidade, promoveu a possibilidade dos estudantes de ingresso no programa "ACCESS TO THE FUTURE", desenvolvido em parceria com o Consulado Americano e a ABA (Associação Brasil América)
CONCLUSÃO:
Além de ter sido feita uma análise da vida e obra de William Shakespeare, destacando sua importância para a Literatura Inglesa do Séc. XVI, e na divulgação dessa produção para o mundo, relacionando-a à literatura mundial e ao desenvolvimento do senso estético, também foi contemplado o estudo do estilo do autor por determinados gêneros literários (drama e comédia),  e sua influência na atualidade. Além disso, foi possível promover a experiência de trabalhar interagindo e, de forma contextualizada, com outras disciplinas na Parte Diversificada, contribuindo para a formação de valores éticos e filosóficos acerca dos temas das peças estudadas (Hamlet, Otelo, etc), bem como a representação da vida social na arte.
 
Palavras-chave: Língua, Arte, Interdisciplinaridade.

http://www.sbpcnet.org.br/livro/62ra/resumos/resumos/2450.htm
________________

Shakespeare nas aulas de História - Brasil Escola
educador.brasilescola.uol.com.br/estrategias-ensino/shakespeare-nas-aulas-historia.htm
Veja como a obra de Shakespeare pode ser um recurso valioso para a abordagem ... Mas interessa, e muito, a disciplinas como História, Sociologia, Filosofia e ...

Macbeth - Obra de William Shakespeare - Teatro - InfoEscola
www.infoescola.com/teatro/macbeth/
Macbeth é uma das obras mais contundentes do dramaturgo britânico William Shakespeare. Nesta tragédia, considerada a mais concisa, ele enfoca a ambição ...

__________________

"Eros e Psique", de Fernando Pessoa

Neste episódio do programa "Voz" escutamos o poema de Fernando Pessoa dito pela jornalista Anabela Mota Ribeiro. Um encontro com a poesia para ver, ouvir e ler aqui.

“Eros e Psique”
Conta a lenda que dormia
Uma Princesa encantada
A quem só despertaria
Um Infante, que viria
Do além do muro da estrada.
Ele tinha que, tentado,
Vencer o mal e o bem,
Antes que, já libertado,
Deixasse o caminho errado
Por o que à Princesa vem.
A Princesa adormecida,
Se espera, dormindo espera.
Sonha em morte a sua vida,
E orna-lhe a fronte esquecida,
Verde, uma grinalda de hera.
Longe o Infante, esforçado,
Sem saber que intuito tem,
Rompe o caminho fadado.
Ele dela é ignorado.
Ela para ele é ninguém.
Mas cada um cumpre o Destino –
Ela dormindo encantada,
Ele buscando-a sem tino
Pelo processo divino
Que faz existir a estrada.
E, se bem que seja obscuro
Tudo pela estrada fora,
E falso, ele vem seguro,
E, vencendo estrada e muro,
Chega onde em sono ela mora.
E, inda tonto do que houvera,
À cabeça, em maresia,
Ergue a mão , e encontra hera,
E vê que ele mesmo era
A Princesa que dormia.
Fernando Pessoa
Temas: Literatura, Português
Ensino: 3º Ciclo, Ensino Secundário
Ficha Técnica
Título: Voz
Tipo: Programa
Autoria: Produções Fictícias
Produção: até ao Fim do Mundo
Ano: 2005
Realização: Ricardo Espírito Santo

http://ensina.rtp.pt/artigo/fernando-pessoa-poesia/
_____________
http://www.sbpcnet.org.br/livro/62ra/resumos/resumos/2450.htm
Enviado por J B Pereira em 08/03/2017
Código do texto: T5934969
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
J B Pereira
Piracicaba - São Paulo - Brasil
1247 textos (548324 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 29/03/17 14:06)