Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Acróstico

Minha alma vaga por paisagens bucólicas
Ainda orvalhadas, tristes, frias, a esperar pelo amanhecer.
Regressa ávida por tua imagem
Irradiada de luz...
Alma gêmea de minh’alma.

Ainda me lembro dos nossos beijos,
Prontos para revelar a tua geografia.
Aleatórios, calmos, a explorar cada ponto do seu corpo trêmulo.
Ruídos indecifráveis eram emitidos pelos clarins da nossa paixão,
Êxtase da alma, êxtase dos corpos.
Cai o silêncio; e abraçados,
Imaginamos mil ternuras em meio a mil desejos...
Dia, noite, que importa?
A eternidade é este momento de paz.

Raios de sol, pássaros... O mundo desperta,
Outro mundo distante de nós...
Como continuar?
Hoje estou só.
Ausente dos teus beijos. Tudo é solidão.


União dos Palmares,
06/02/2010

Ed Poesia
Enviado por Ed Poesia em 11/01/2017
Código do texto: T5878718
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2017. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Ed Poesia
Solidão - Pernambuco - Brasil, 24 anos
2 textos (15 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/01/17 22:54)
Ed Poesia